6 maneiras de um intercâmbio transformar você (a número #2 ninguém irá duvidar)

Tempo de leitura: 7 minutos

São diversos os motivos que fazem uma pessoa optar por fazer um intercâmbio. Aprimorar um idioma, se qualificar profissionalmente, conhecer a cultura de um país ou simplesmente abrir a mente para viver algo novo.

Pode se ter 15, 30 ou 60 anos! Quem já fez um intercâmbio não discute a transformação que ele gera no desenvolvimento pessoal e profissional, independente da idade.

Neste artigo, vamos listar 6 pontos de transformação que o intercâmbio irá proporcionar para você.

Se você sonha ou está prestes a fazer um, confira como uma experiência dessas será capaz de transformar você:

1) Conhecendo uma nova cultura

diferentes culturas

Estar imerso em uma cultura totalmente diferente tem seus impactos. Quando você chega em outro país o qual não está habituado com os costumes, não conhece as localidades e, muitas vezes, o idioma se torna uma barreira, é preciso que a humildade se sobressaia:

  • Humildade para perguntar…
  • Para respeitar atitudes e pontos de vista que no Brasil parecem estranhos mas são totalmente comuns por lá…
  • Para aceitar a cultura do país que está se imerso como ela é.

Além disso, será possível desenvolver a habilidade de fazer novas amizades. Afinal, se você for sozinho ou até mesmo acompanhado, será preciso estar aberto a fazer novos amigos.

O mais engraçado de fazer amizades em um intercâmbio é ter um cara, do outro lado mundo, com costumes bem diferentes dos seus (como não escovar os dentes depois do almoço), pontos de vistas diferentes, mas que se torna um grande amigo seu – especialmente porque, muitas vezes, ele está buscando no intercâmbio o mesmo que você.

Um intercâmbio é importante para você notar que limitações geográficas não são barreiras para uma amizade acontecer.

Toda essa quebra de paradigmas que o intercâmbio promove faz com que desenvolvamos um pensamento “fora da caixa”. Ficamos mais abertos a ouvir diferentes opiniões e pensar a respeito de algum tema sob um novo olhar.

Einstein já dizia: “A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original”.

Por isso é fundamental que, se você quer e vai entrar nessa experiência, esteja com a mente aberta e deixe o respeito às outras culturas prevalecer.

2) Estimulando o autoconhecimento

A situação de adversidade que você vive no intercâmbio exige um toque de retirada da zona de conforto.

Você vai sair da sua casa, deixar os seus bens materiais de lado por um tempo, se alimentar de maneira diferentes, percorrer um caminho fora do que está habituado dentro da sua rotina.

Você pode até inicialmente estranhar um pouco, pois vai se deparar com barreiras as quais não está acostumado, por exemplo o idioma e a comida.

Você vai ser colocado a teste pelo mundo, sendo obrigado a superar esses limites e desafios que só a vivência em um país diferente pode proporcionar.

Às vezes, você irá se sentir assim:

john travolta intercâmbio

E o que você ganha com isso?

Autoconhecimento.

Leia também: Choque cultural é necessário e faz bem!

A grande maioria dos intercambistas da Information Planet citam o autoconhecimento quando perguntados sobre o que aprenderam através do intercâmbio.

Essa mudança drástica de rotina faz com que você se observe mais e começa a conhecer melhor a si mesmo.

Como você reage a diferentes situações. Como é visto por pessoas de outras nacionalidades. O que chama a atenção e te encanta  em outra terra.

Olhar para si durante a rotina muitas vezes se torna algo escasso. Um intercâmbio é um grande aliado para o despertar desse olhar.

Você possivelmente vai ter momentos de desespero, sentirá saudades, terá algumas frustrações.

Mas, do outro lado do mundo, você vai respirar fundo e superar sentimentos e situações que, aqui, talvez você optaria pela zona de conforto e se fecharia para evoluir para esse “próximo nível”.

3) Desenvolvendo habilidades sociais

Essa é uma das principais, especialmente se você é mais tímido.

Em um intercâmbio é quase impossível você não ter que encarar a timidez e ser obrigado a ser mais comunicativo: perguntar onde fica algum lugar que não fica claro pelo GPS, trocar informações com outros intercambistas ou nativos, se comunicar em outro idioma mesmo não sendo fluente, etc.

É muito raro, para não dizer impossível, alguém fazer um intercâmbio e não conhecer muitas pessoas pelo caminho. Pessoas que vão te ajudar, que irão pedir a sua ajuda, que serão sua companhia para fazer um tour pela cidade, etc.

Tudo isso faz com que você se desenvolva e esteja mais acostumado a se comunicar com pessoas de diferentes perfis, nacionalidades, línguas…

Se você é tímido, em um intercâmbio você está sendo convidado a colocar essa timidez de lado e se jogar no mundo!

4) Qualificando currículo

Para quem busca uma qualificação profissional um intercâmbio é um prato cheio.

Entre os fatores principais de qualificação está o idioma. Ser fluente no inglês é praticamente uma obrigação para empresas de renome. Para quem busca alçar voos altos é fundamental ter essa habilidade no seu “cinto de utilidades”.

Não esqueça que os tópicos citados anteriormente a esse também refletem na sua qualificação profissional.

Afinal, o profissional hoje deve ter habilidades, competências e vivências.

Quem já fez um intercâmbio, já conviveu com pessoas diferentes, culturas diferentes, saiu da zona de conforto e certamente passou por desafios. Nesse caso, estamos diante de um perfil a ser visto com “bons olhos” pelas empresas modernas.

Um bom empregador sempre irá enxergar de maneira diferenciada aquela pessoa que já realizou um intercâmbio (especialmente se ele já fez um).

O indivíduo que lidou com imprevistos, culturas diferentes, situações de stress e conflitos, relacionamentos com pessoas do mundo todo estará sempre preparado para diversas situações rotineiras dentro de uma empresa. E os empregadores dão preferência a pessoas que possuem essas habilidades.

5) Fazendo networking fora do Brasil

Pouquíssima gente nota esse benefício do intercâmbio antes de embarcar, mas ficar um tempo fora do país obriga você a criar uma nova rede de contatos por lá.

Com um inglês fluente e a tecnologia que temos hoje, o que impede você de trocar experiências e ideias sobre negócios com um contato da Austrália?

Imagine a riqueza de informações culturais e tendências de mercado para absorver e compartilhar.

Já tivemos muitos viajantes que, após  intercâmbio, abriram negócio e fecharam parcerias com pessoas de outros países.

6) Realizando um sonho

Muitos encaram fazer um intercâmbio como a realização de um sonho.  E sonho é coisa séria!

Quanto a isso, aquele filme “À procura da felicidade” tem muito a nos ensinar quando Will Smith diz:

“Nunca deixe ninguém dizer que você não pode fazer alguma coisa. Se você tem um sonho, tem que correr atrás dele.”

Fazer um intercâmbio é possível sim! A barreira financeira pode ser superada com um bom planejamento e determinação.

Baixe gratuitamente: “E-book: 5 barreiras que impedem você de fazer um intercâmbio” (você irá encontrar a financeira por lá).

Da mesma forma, muitos têm condições mas acabam deixando a realização do sonho em segundo plano.

Realizar seus sonhos é parte importante da construção do que você é e o que você será. Portanto, leve-os a sério.

Alguns fatores que constroem a importância do intercâmbio está nos tópicos acima, mas essa experiência vai muito além disso.

Quem já fez um intercâmbio irá dizer que até dá para explicar o quanto essa transformação de se tornar um cidadão do mundo significou para ele, mas para você entender ela por completo será preciso vivê-la.

Esperamos que você tenha entendido a importância de um intercâmbio para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Caso tenha alguma dúvida, não hesite de deixar nos comentários.

Aliás, que tal conferir nosso post sobre “Como escolher o país ideal para fazer seu intercâmbio?” É só clicar aqui.

E caso você já tenha feito um intercâmbio e tenha lido por curiosidade, que tal acrescentar algo à nossa lista? Fique à vontade.

Imagem: World Tourism Organization

E-book 5 barreiras que impedem você de fazer um intercâmbio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *