12 coisas que você precisa saber antes de fazer intercâmbio para o Canadá

Tempo de leitura: 9 minutos

Um país polido, mas que passa longe da chatice. Uma terra multicultural que está sempre de braços abertos para receber quem é de fora. Um território onde organização é, literalmente, lei, e que vai te ensinar muito sobre comprometimento e responsabilidade, sem esquecer, é claro, da diversão.

Partiu conhecer um pouco mais sobre o Canadá? Confira 12 coisas que você precisa saber antes de fazer um intercâmbio pra lá.

1 – Sorry, no Canadá ser hospitaleiro com todos é uma obrigação

Não tenha dúvidas de que ao fazer um intercâmbio para o Canadá você será bem recebido. Por causa do grande mix de nacionalidades do país, ser hospitaleiro é algo natural para os canadenses. 

2 – Não tente comparar o Canadá com os Estados Unidos

robin canada

Apesar dos países serem próximos, falar sobre similaridades entre os canadenses e americanos pode ser bem desagradável.

Aliás, se você tem na cabeça que o Canadá é parecido com os Estados Unidos, esqueça isso!

O Canadá possui sua própria cultura. Não é porque está perto que é parecido.

3 – É frio sim! Mas dá para escolher cidades mais quentes

vancouver verao

Não podemos negar: o inverno no Canadá é frio e apresenta dias curtos (no ápice da estação anoitece às 16h30). A boa notícia é que se você é daqueles que detesta as baixas temperaturas, há opções menos polares. 😀

Veja aqui as 7 melhores cidades para fazer Intercâmbio no Canadá

Vancouver, por exemplo, é uma cidade super cosmopolita, moderna e liiiinda, onde o inverno não é daqueles tão rigorosos.  As mínimas em janeiro ficam entre 0°C e 8°C. Daí você pensa “mas ainda é frio!”. Bem, nesse mesmo período, em Toronto as temperaturas alcançam até -5°C, e a sensação térmica, meu amigo, pode chegar a até -15°C.

Atenção: mesmo se você escolher uma cidade mais fria, o sistema de calefação é muito eficiente (não esqueça de vestir-se em camadas). Ou seja, não será como aqui no Brasil nos estados do sul, onde você precisa estar encasacado até dentro de casa. Outra opção, caso você fique menos tempo, é priorizar viajar entre maio e setembro.

Durante esses meses, é comum que as temperaturas sejam mais altas, especialmente em julho e agosto.

Em cidades como Vancouver e Toronto, por exemplo, nesse período você vai se deparar com temperaturas altas (podem chegar até os 27ºC) e muitos dias ensolarados.

Nessa época, vai ser comum ver muitas pessoas pelas ruas para aproveitar o calorzinho e praticar atividades outdoor.

Em resumo, no Canadá é frio sim! Mas pode quebrar aquele estereótipo de fotos no Canadá só com casacos pesados para o frio, já que em algumas cidades você vai encontrar calor por lá.

4 – No Canadá, mas com um pé na França

canada frances

O Canadá é tão legal que em um mesmo país apresenta características de diferentes territórios. Além da desenvolvida Toronto e da estonteante Vancouver (principais destinos), há também o território marcado pela colonização francesa.

Em cidades como Quebec e Montreal, por exemplo, a arquitetura (prédios históricos e exemplarmente preservados), a culinária e até mesmo os hábitos farão com que você se sinta na Europa.

Por lá, é possível até que você encontre pessoas que falam francês e há quem diga que se o visitante chega falando inglês não é tão bem compreendido.

Isso acontece, na maioria das vezes, com os mais velhos. Ou seja, não é porque são antipáticos. É porque, simplesmente, não entendem.

Se você for puxar um papo ou pedir indicações, priorize os jovens. Certamente eles terão mais noção de inglês por lá. Mas não deixe de visitar a parte francesa.

Os movimentos culturais e o estilo de vida nessas cidades são de dar inveja.

5 – Cuidado com o visto

visto canadense

Um dos pontos cruciais para que você fique tranquilo pré-viagem é a aprovação do visto. Apesar de não apresentar altas taxas de rejeição (ainda bem) é preciso ser criterioso na hora de encaminhar o documento.

Confira aqui os tipos e exigências do Visto Canadense e entenda qual se encaixa melhor na sua situação

Nesse processo seja esperto, adiante o seu tempo e organize a documentação.. Caso você tenha dúvidas sobre o prazo para enviar a documentação, a Information Planet certamente vai te dar todo o suporte necessário nesse processo, mas não esqueça que a responsabilidade de ter todos os documentos corretos em mãos é sua.

É importante ter muita atenção na hora de preencher o formulário e não mentir, em hipótese alguma. Lembre-se que o processo não é difícil, porém necessita ter cuidados.

6 – Ame o Maple Syrup

maple syrup

Já comentamos em nosso artigo sobre as comidas típicas canadenses que o maple syrup faz a cabeça dos canadenses. Feito da árvore símbolo do país (aquela com a folha da bandeira) esse ingrediente é utilizado em praticamente tudo. É sério!

Similar à textura do mel, o xarope tradicional do Canadá é naturalíssimo – não há nenhum aditivo químico nele – e é utilizado desde waffles até pratos salgados.

Não é a toa que o país concentra mais de 80% da produção do maple em todo mundo. Haja xarope pra tanta demanda!

7 – Organização e responsabilidade: duas “leis” do Canadá

Não é lenda, o Canadá preza mesmo, por organização e responsabilidade. Assim como eles fazem questão de bem recepcionar os intercambistas, eles exigem uma palavrinha chamada comprometimento.

Portanto, procure chegar pontualmente nos compromissos e nem pense em usar máxima de “15 minutos não é atraso”. Para nossos amigos canadians chegar atrasado é falta de educação.

Esse hábito acontece muito por causa da influência que os canadenses tiveram dos ingleses, devido à colonização.

Outro conselho é o cuidado com o patrimônio público. O canadense é vigilante e nutre respeito pelo próximo, pelo ambiente e pelos serviços. Justamente por isso é que as cidades dão exemplo quando o assunto é limpeza!

Aliás, uma dica, não ouse jogar lixo na rua. Além de xingado, você será multado.

E também não use o “jeitinho brasileiro” para resolver ou omitir as coisas. Seja sempre transparente e não faça nada que a sua mãe não iria se orgulhar (risos).

8 – Desenvolvida até no subsolo

path canada

Já falamos aqui sobre o frio do Canadá, mas agora vamos reforçar o quão preparadas são as cidades canadenses para o inverno.

Não basta ter calefação em todos os lugares, o sistema de aquecimento está presente até debaixo terra (tanto para o frio, quanto para o calor)!

OI?

Acredite, em Toronto existe uma espécie de cidade subterrânea.

Batizado de Path, esse complexo de quatro pisos subsolos abriga mais de 1.200 estabelecimentos de todos os tipos: lojas, academias, mercados, restaurantes, cinema, estacionamentos, lavanderias, clínicas médicas…

Mais de 200 mil pessoas utilizam esse trecho por dia! A impressão é de de estar andando pelos corredores de um shopping.

O mesmo sistema também foi adaptado em Montreal. Legal, né?

9 – As idades mínimas para beber e dirigir são diferentes

Fique atento: no Canadá é proibido beber em lugares públicos e, em algumas províncias, a idade mínima para consumir drinks, cerveja e o que mais vier, em algumas de é 19. Se desconfiam eles pedem sua identidade, independente se for em mercado ou bar.

Informe-se bem sobre a cidade que você vai fazer seu intercâmbio para não ser pego de surpresa infringindo alguma lei.

Já para dirigir o esquema muda e a idade mínima para conseguir uma licença é 16 anos.  

10 – O queridinho do Canadá: Tim Hortons

tim hortons canada

Impossível passar uma temporada sequer no Canadá sem se apaixonar pela rede de coffee shop Tim Hortons. Por lá essa marca é até mais popular que o Starbucks e está presente em todos os cantos.

Para se ter uma ideia, o preço de um café do Tim Hortons pode chegar a custar quase a metade do mesmo produto no Starbucks.

Do bairro mais afastado ao centrão das cidades. Super descolada, a rede oferece também lanches e doces sempre fresquinhos e deliciosos. Uma boa notícia para aqueles que não tão fãs assim de café, né?

Ah, Tim Hortons foi um conhecido jogador de hóquei que morreu ainda em 1974 em um acidente. 

11 – Icewine, o vinho de uvas congeladas

icewine canada

Se você curte degustar um bom vinho, prepare-se para conhecer no Canadá o exótico icewine.

O vinho (um dos mais tradicionais do país), geralmente acompanha as sobremesas. A grande diferença dos vinhos de outros tipos de vinho é a sua preparação e também o sabor.

Não é qualquer uva que é usada para fazer o icewine!

São uvas que passaram pelo menos 3 dias em temperaturas abaixo de 8ºC e depois são colhidas e processadas ainda em gelo para dar origem a uma bebida mais licorosa e adocicada do que os vinhos tradicionais.

Além de ser produzida com base em uvas brancas ou tintas, geralmente são adicionadas frutas, nozes, mel ou maple à bebida para dar um toque especial no sabor

12 – A terra dos blueberries

Se aqui no Brasil essa fruta não é das mais conhecidas, lá no Canadá você poderá encontrar em toda a parte. Com uma safra abundante de blueberries (ou mirtilo, em português), além de exportar a fruta, o Canadá dá a oportunidade de você colher as roxinhas em fazendas orgânicas direto do pé.

Abaixo, confira nesse vídeo amador um brasileiro mostrando como funciona esse esquema.  Uma experiência e tanto!

Além disso, dependendo da temporada, o Canadá se destaca também na produção de outras “berries”, como a framboesa e a cereja.

Agora, com essas informações que passamos acima você já não vai chegar perdidaço no  seu intercâmbio para o Canadá.

Esteja aberto para viver essa nova cultura e com certeza sua adaptação será bem mais tranquila por lá.

Ficou com dúvidas sobre alguma curiosidade citada acima ou sobre o Canadá? Só deixar nos comentários que nossos especialistas respondem aqui. 🙂

planejamento de intercambio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *