Inglês australiano: 7 pontos cruciais para entender suas diferenças

Tempo de leitura: 7 minutos

Imagine a cena: você estuda inglês por um tempo, percebe evolução no aprendizado, sente autonomia para sair por aí conversando e quando ouve alguém que fala o inglês australiano só consegue pensar: “WHAT?”

Realmente, existem algumas peculiaridades no inglês australiano que podem fazer você reagir dessa forma.

Calma!

Você não é o único a sentir essa estranheza no sotaque. Há quem diga que nossos queridos aussies gostam de usar muitas gírias e de “cortar” um pouco as palavras.

Primeira lição: naturalmente, nossos ouvidos estão muito mais acostumados à pronúncia norte-americana. Isso acontece porque desde pequenos recebemos forte influência de filmes, músicas e séries padrão EUA. Até mesmo porque a grande maioria das escolas de idioma do Brasil ensinam o inglês da terra do Tio Sam.

Mas aonde queremos chegar?

Qualquer coisa que se diferencie do que estamos acostumados – assim como tudo na vida – nos causará uma sensação de:

“Opa! O que é isso que eu não domino e está me tirando da zona de conforto”?

E com o inglês não seria diferente, tampouco acontece só na Austrália. Experimente buscar referências do idioma na Inglaterra, Canadá, Irlanda, Malta ou Nova Zelândia. Também haverá variações linguísticas.

Se fizermos uma breve comparação, podemos observar que Portugal também tem como língua nativa o português, mas apresenta suas peculiaridades de sotaque e suas próprias gírias. Mesmo assim, nós brasileiros conseguimos entender (com algum estranhamento) o que os portugueses estão falando. O mesmo estranhamento acontece entre os países que adotaram a língua inglesa.

Segunda lição: o inglês é universal. Entender tranquilamente o inglês australiano é só uma questão de adaptação.

Então, que tal começar agora a se familiarizar com o inglês australiano? Vamos juntos entender definitivamente as características do inglês dos “mates”? Confira os 7 pontos cruciais abaixo:

1 – Diferenças entre inglês australiano e britânico

inglês australiano diferenças

Tem gente que se engana em pensar que o inglês australiano é igual ao britânico, já que a Austrália foi colonizada pelos ingleses.

De fato, o inglês da Austrália sofre fortes influências britânicas. Eles podem até ser semelhantes, mas não são iguais.

A diferença é que ao longo da história, esta grande ilha da Oceania, por estar longe demais de outros países que apresentam o inglês como língua oficial, sofreu intervenções de aborígenes e outros imigrantes.

Isso levou a Austrália a ter um inglês com suas próprias peculiaridades (como veremos nos pontos a seguir). E o idioma não se difere do modo de ser dos australianos: é mais informal, tem muitas gírias e abreviações.

2 – Esqueça o R no final das palavras

Os australianos não pronunciam o R ao fim das palavras.

Fica algo assim:

ForeveR -> ForevÁ

TogheteR -> ToghetÁ

Car -> Cáh

E assim por diante.

Quer ver como funciona na prática? Espia essa conversa super bacana entre um americano e uma australiana sobre as diferenças de pronúncia:

3- Um povo que gosta de abreviar

Nos primeiros contatos com um australiano nativo, você provavelmente vai ter (ou já teve) a sensação de que não entende algumas palavras. Isso acontece porque eles AMAM abreviar tudo.

Mas há muitos pontos positivos nessa história. Alguns pesquisadores entendem que os aussies encurtam as palavras e criam suas próprias expressões para parecerem menos formais e se mostrarem mais abertos a conversas.

Ou seja, aquilo que muitos viajantes comentam se comprova. Além do clima favorável aos brasileiros, a Austrália se coloca como um país amigo e receptivo.

Agora, confere só essas abreviações:

Australia – straya

Football – footy

Tennis Ball – tenno

Chocolate – choccy

Devastated – devo

Afternoon – arvo

Pregnant – preggas

Mosquito – mozzie

Tellevision – telly

Nos dias da semana não é diferente. Veja como eles ficam na pronúncia do inglês australiano:

Monday– Mondy

Tuesday – Choosdee

Wednesday – Wensdee

Thursday – Thursdee

Friday – Fry-dee

Saturday – Sat-dee

Sunday – Sundee

Bóra ver de novo como funciona na prática? Para você já ir se familiarizando com o inglês australiano, assistir a esse vídeo super engraçado e dinâmico com exemplos de pronunciação:

 Viu? Aos poucos você vai perceber que o inglês australiano não é um bicho de sete cabeças e que a maioria das abreviações são bastante intuitivas.

4 – Gírias e mais gírias

Uma das principais diferenças do inglês australiano para o americano – além do corte do R e das abreviações – são as gírias. Os aussies adoram criar as suas expressões próprias.

Mas vamos combinar que para nós, brasileiros, isso é bem familiar, né? Se você é paulista e for para o Rio Grande do Sul, perceberá de cara as mudanças. Um mineiro indo pra Bahia também. Todos têm suas próprias gírias.

No fim das contas essas diferentes formas de se expressar só agregam para aquilo que chamamos de bagagem cultural.

Vão aí alguns exemplos de gírias em comparação com o inglês americano:

Gas station (EUA) -> Service station (AUS)

Sidewalk (EUA) -> Foot path (AUS)

Soda (EUA) -> Soft drink (AUS)

Quer descobrir mais? Dá uma olhadinha nesse glossário, onde há uma infinidade de expressões para você já ir se acostumando.  

Veja aqui um glossário com várias gírias do inglês australiano.

5 – E o sotaque?

Antes de mais nada, se você quer ir para Austrália já tirando “de letra” as diferenças do inglês australiano, use a internet a seu favor. No youtube há muitos vídeos que pontuam as diferenças entre o sotaque americano e australiano. Esse aqui, por exemplo, é muito didático e jogo rápido:

Entre as principais regras está a troca do som /ei/ pelo /ai/. Assim, a palavra day é pronunciada “dai” e não “dei” como na maioria das outras variantes.  

A palavra “yesterday” é pronunciada “iesterdai”;

mate” (amigo, cara, parceiro) é pronunciada “mait”.

Ah, eles também tem o costume de cortar as palavras no início e no fim.

Yeah, vira eah.

What, fica wha.

Going se fala goin.

Sacou?

6 – Use a tecnologia a seu favor

Existem inúmeros aplicativos para vocês turbinarem o inglês australiano. O StrayaMate, por exemplo, é gratuito e tem avaliação máxima no Play Store. Nele são disponibilizados milhares de exemplos, áudios e gírias.

Se você é mais adepto ao mundo dos jogos, tem o Prático inglês australiano. O app ensina expressões rotineiras em um jogo de perguntas e respostas.

É bom também contar com o basicão dicionário no seu celular. Na plataforma Australian Dictionary você digita uma palavra e ela te devolve com o significado e pronúncia certa.

7- Não tenha medo do inglês australiano

A Austrália tem sido, há anos, um dos destinos mais procurados por brasileiros que desejam estudar inglês ou fazer faculdade fora do seu país de origem (descubra aqui o porquê).

Além da qualidade de vida, o país permite que o estudante trabalhe até 20 horas por semana, possibilitando levantar uma grana enquanto desenvolve a língua ou se qualifica profissionalmente.

A dica, portanto é: não tenha medo do inglês australiano e use os diferenciais do país a seu favor. Tudo é questão de prática e adaptação. Inglês australiano é diferente do americano? É! Mas não esqueça que mesmo com suas peculiaridades, o inglês é universal.

Independente do sotaque ou expressões aprendidas, ele te abrirá as mesmas portas que os demais.

Aliás, é justamente encarando esse desafio, que você vai exercitar uma das mais importantes habilidades em tempos de globalização: estar preparado para falar e ouvir o mundo.

Aceite o inglês independente de suas formas e referências culturais. Se jogue e viva um período cheio de experiências marcantes na terra cangurus e desse povo pra lá de hospitaleiro.

Curtiu o texto? Deixe seu comentário abaixo!

Ah! Para receber mais conteúdos como esse, não deixe de se inscrever no nosso banner ao lado.

 

Webinar Austrália

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *