Viajar para a Terra dos Cangurus é garantia total de aprendizado e qualidade de vida, mas é sempre bom ouvir o que os especialistas têm a dizer, não é mesmo? Que tal ficar ligado dicas de intercâmbio para Austrália que profissionais que entendem do assunto prepararam?

Falamos isso porque seja a sua intenção estudar e/ou trabalhar, quanto mais você souber tudo sobre o assunto, melhor.

Os especialistas da Information Planet acumularam seus 22 anos de experiência e reuniram as 8 principais dicas para quem vai fazer intercâmbio na Austrália + alguns conselhos de ouro.

Fique atento!

1) Antes de tudo: planeje com antecedência

intercâmbio austrália dicas planejamento

Cidade, período, tipo de programa, escola e acomodação. São muitos detalhes que você precisa resolver antes de embarcar para a Austrália. Por isso, planejar o intercâmbio com antecedência é de suma importância para evitar dor de cabeça.

Outra questão essencial é a obtenção do visto australiano, organização de pelo menos, dois meses de antecedência do embarque para reunir os documentos, enviar para o consulado e receber a aprovação.

Para não haver correria, a nossa dica é que você comece a planejar a viagem com bastante antecedência.

O recomendado é entre 1 ano a 6 meses de antecedência.

Esse prazo dá margem para você lidar com imprevistos e tranquilidade para que a sua mudança (de vida!) seja encaminhada nos conformes.

planejamento de intercâmbio

2) Verifique o mix de nacionalidades da sua escola

Se a intenção é conquistar a tão sonhada fluência no inglês, você precisa se esforçar para falar o idioma boa parte o tempo em que estiver na Austrália.

Isso exige que você evite contato ou inicie conversações em inglês com brasileiros.

Afinal, não é dentro da zona de conforto do português que a evolução vai acontecer. não é mesmo?

Inglês não se aprende por osmose. É preciso comprometimento com as aulas e praticar no dia a dia.

Por isso antes de escolher a escola em que irá estudar, analise o mix de nacionalidades.

Confere aqui as 24 melhores escolas para estudar inglês na Austrália e aproveita para entender o ritmo das instituições.

A boa notícia é que tem opções para todos os perfis:

De metodologias mais focadas nos livros e na sala de aula às lições que buscam  excursões e integração da turma como método eficaz de aprendizado.

Aí vai de você entender qual desses esquemas se encaixa mais nas suas expectativas e perfil.

OBS: Se você tem receio ou medo de falar inglês, confira nosso post com 7 dicas infalíveis para perder o medo de falar o idioma.

3) Cuidado com as agências aventureiras

Escolher uma agência de intercâmbio confiável é etapa importantíssima para você embarcar com tranquilidade nessa aventura.

  • É ela que vai te dar todo o suporte antes e durante a sua viagem;
  • É ela que vai “te salvar” daquelas dúvidas que tiram o sono como encaminhamento do visto;
  • É ela que vai orientar sobre qual programa faz mais sentido para você;
  • É ela que estará a postos para te ajudar quando algum perrengue acontecer (que pode acontecer e é super normal 😉).

É por isso que ressaltamos:

Cuidado com as agências aventureiras no mercado!

Desconfie quando os preços oferecidos estiverem muito aquém da concorrência e procure escolher uma agência com experiência.

Um intercâmbio é um processo que envolve muitos detalhes importantes e uma quantia considerável do seu dinheiro.

Em nossos mais de 20 anos de mercado, embarcando brasileiros para a Austrália, já ouvimos algumas/muitas histórias de intercambistas que tiveram sonhos comprometidos pela escolha da agência errada.

Na IP, temos orgulho de dizer que já embarcamos mais de 50 mil intercambistas, boa parte deles para a Austrália, destino onde a empresa foi fundada.

Para não errar na escolha da agência, recomendamos a leitura do post: Agências de intercâmbio de confiança: 5 dicas para não cair numa roubada

Fique de olho!

4) Faça você mesmo e economize (muita) grana

intercambio australia dicas economia

Investir em um intercâmbio para a Austrália exige tempo de economia e muita disciplina lá fora.

Como o dólar australiano vale bem mais que o real, a pegada “do it by yourself” ou “faça você mesmo” é o segredo para você conseguir viabilizar a sua viagem.

Mesmo trabalhando no destino e ganhando em dólares, essa economia pode render muitas outras viagens e experiências por lá.

Dica de post: 10 dicas práticas para economizar durante seu intercâmbio na Austrália

Cozinhe em casa, leve lanches feitos por você mesmo para a escola/trabalho e evite, ao máximo, depender de restaurantes.

A economia no fim do mês será bem expressiva.

É claro que isso não precisa ser uma regra. Conhecer lugares legais e dar recompensas (esporádicas) para você mesmo faz parte e dá graça ao intercâmbio.

Se você quiser conhecer pontos turísticos, fique ligado nas promoções. Sempre há dias de desconto para estudantes em museus ou galerias de arte.

Entre pagar 30 dólares australianos em um sábado e entrar de graça numa quarta-feira de folga, nem precisamos dizer o que vale mais a pena, né?

Ganha o mundo quem é ligado. Aprenda os macetes de economia e salve aquela graninha para viajar no fim de semana ou nas férias. 😃

5) Arranjar emprego é fácil, mas não cai do céu!

Muitas pessoas buscam a Austrália também por uma questão de trabalho.  Isso acontece porque o país oferece muitas opções de emprego.

Oportunidade que permite os intercambistas consigam abater os custos da viagem e, em muitos casos, salvar aquela graninha.

Mas ainda que tenha uma das menores taxas de desemprego do mundo, é importante ressaltar que:

Nada cai do céu.

A média para conquistar uma vaga na Austrália, hoje, é de dois meses, mas isso vai depender do empenho e da dedicação de cada um em procurar emprego.

Há casos de intercambistas que são admitidos em até 20 dias e outros que precisam ser pacientes e aguardar um pouco mais.

PS: não desista e insista.

Aos recém chegados, as vagas mais comuns são ajudante de cozinha, garçom/garçonete, babá, cleaner (doméstica), camareira, pedreiro e jardineiro.

Veja aqui quais são os requisitos e quanto pagam para os brasileiros na Austrália

Nosso suporte na Austrália também promove com frequência seminários com treinamentos para preparar intercambistas para o mercado de trabalho australiano.

Além de ajudar na elaboração do currículo, também envia periodicamente dicas de vagas para intercambistas que viajam pela IP.

Um empurrão e tanto!

6) Escolha muito bem a cidade

A escolha da cidade é fundamental para que a viagem corresponda às suas expectativas.

Analise se o perfil do território a ser desbravado vai ao encontro do seu e não esqueça de observar também a localização.

Veja aqui: 10 melhores cidades para fazer seu intercâmbio na Austrália

A boa notícia é que independente da cidade, você não vai parar em um lugar feio, tampouco sem coisas legais para fazer…

Estamos falando de Austrália, “mate” (como dizem os aussies)!

Brincadeiras à parte, reunimos aqui alguns pontos-chave das cidades que você já deve estar considerando desbravar. =)

  • Sydney

Cidade que concilia toda a estrutura de um grande centro urbano com praias e uma vida noturna intensa. Se você for para a cidade, já fique sabendo que ela se destaca pela mistura de etnias que convivem em plena harmonia. O território é enorme e ideal se você curte a pegada dos grandes centros (de primeiro mundo, é claro).

  • Melbourne

A capital cultural e gastronômica do país (huum) fica em Melbourne. Além de ser considerada a segunda melhor cidade para se viver no mundo (só perde para Viena, Áustria), a cidade concentra uma grande quantidade de museus, galeria de arte, arquitetura de ponta, teatro e restaurantes do mundo todo.

  • Perth

É jovem, moderna e encontra-se em ascensão. Nos últimos anos foi uma das cidades australianas com maior taxa de crescimento populacional e econômico. Não bastasse isso, ainda é cercada por belezas naturais lindíssimas.

Que tal conhecer a fundo todas as 10 melhores cidades para fazer intercâmbio na Austrália? Clique aqui e já vai imaginando a sua rotina nesses lugares incríveis.

7) Na Austrália também faz frio!

intercambio australia dicas frio

Sim, faz frio na Austrália, e pode até nevar! 😱

Mas calma que o fenômeno só acontece em alguns pontos nas montanhas entre New South Wales e Victoria.

O que não podemos deixar de alertar é que nas grandes cidades como Sydney e Melbourne, as temperaturas podem cair para 5 graus ou menos no inverno.

Inclusive, essa pista de esqui da foto acima é situada em Melborune, acredite:

Aliás, se você estiver por lá na estação mais fria do ano (de junho a agosto), prepare-se para o famoso “efeito cebola”.

É porque o dia começa com temperaturas bem geladas e as tardes podem chegar a 20 graus.

Dica extra: Vista-se em camadas.

Também esteja sempre munido do guarda-chuva, especialmente em Sydney. Ainda que faça muito sol, a cidade é conhecida por contar com períodos chuvosos dependendo da estação.

8) Abra a mente para um novo estilo de vida

intercamboi australia dicas estilo de vida

Se tem uma (preciosa) dica que podemos conceder sobre a Austrália é: abra a mente para um novo estilo de vida e esteja pronto para desconstruir conceitos.

  • Médico ou pedreiro? Ninguém liga! O importante é ser você!

Na Austrália não existe preconceito com nenhum tipo de trabalho. Se você é pedreiro, empregada doméstica, médico, o que for…

Os moradores locais tratam de igual para igual em qualquer atividade que você exerça.

Aliás, nesse post falamos quanto ganha um pedreiro na Austrália. Você vai se surpreender!

Infelizmente, sabemos que no Brasil a realidade é outra.

O interessante disso tudo é que vivendo essa experiência você voltará muito mais consciente e cabeça aberta.

Na Austrália, permita-se: Seja quem você realmente é!

Ao viver na Austrália, você vai perceber que ninguém está se importando muito com a sua aparência ou com o seu cargo. Preocupe-se com o seu bem-estar e esqueça qualquer comportamento voltado para status ou para agradar o outro.

  • O seu conceito de segurança será atualizado

Comece a se adaptar também com a sensação de segurança.

Ainda que existam crimes na Austrália, eles são considerados, desculpe o termo, ridículos perto do que ocorre no Brasil (em volume e intensidade).

De todo modo, mantenha sempre os mesmos cuidados, mas você vai se livrar daquele medo de ser assaltado o tempo todo.

No início vai até parecer estranho!

  • Cuidado com alguns comportamentos típicos brasileiros

Ainda sobre estilo de vida, tome cuidado para não levar alguns hábitos brasileiros para a Austrália.

Beber na rua, por exemplo, não é legal (e pode levar multa).

Sobre a nossa espontaneidade… leve ela junto! Australianos são hospitaleiros e adoram esse calorzinho do brasileiro.

  • Prepare-se para se adaptar à mão inglesa

Boa notícia! A habilitação brasileira, mediante tradução, é válida por 1 ano na Austrália.

O outro lado da moeda é: se você quiser dirigir na Austrália, também precisa se adaptar à mão inglesa.

Inclusive, você pode estranhar ao andar pelas ruas nos primeiros dias. Ao atravessar a rua, vai ser estranho se adaptar a olhar para o lado contrário do que está acostumado que venham os carros.

Na dúvida: olha para os dois lados para não ter erro (conselho de mãe haha).

Com certeza fazer um intercâmbio para Austrália tem suas vantagens e desvantagens (assim como qualquer destino). Só não vale atribuir pontos negativos a aspectos culturais.

Open your mind (Abre sua mente)!

E aí, pronto para tirar do papel os seus planos?

Fale com de nossos especialistas e saiba tudo sobre intercâmbio na Austrália. Um mundo cheio de novas culturas e experiências aguarda você!

Ah! Quer saber tudo sobre intercâmbio na Austrália? Baixe agora o nosso Guia gratuito:

Guia Austrália