Por que Nova York é conhecida como Big Apple?

Tempo de leitura: 3 minutos

Nenhuma conversa sobre a cidade de Nova York estaria completa sem mencionar o seu nome de principal referência nos Estados Unidos e no mundo: “The Big Apple”.

Mas afinal, o que tem a ver esse apelido com Nova York?

“A Grande Maçã”?

Para ser sincero, não se sabe ao certo a sua origem e, provavelmente você ouvirá diferentes histórias por aí, dependendo para quem perguntar ou onde pesquisar.

De qualquer forma, resolvemos trazer aqui todos os fatos que contribuíram para a adesão desse apelido meio bizarro (calma que vai fazer sentido 😄).

São eles:

  • As corridas de cavalo em Nova York;
  • A má distribuição de renda entre os estados americanos;
  • Os músicos de Jazz;
  • A campanha de incentivo ao turismo de 1971.

OBS: Você vai notar que o apelido demorou bastaaante pra pegar (não foi do dia pra noite).

Vamos entender essa história?

As corridas de cavalo em Nova Iorque

Nova York Big Apple

No início dos anos 20, “Apple” era uma palavra muito usada nas relações que envolviam as corridas de cavalos de Nova York.  

John J. Fitzgerald, colunista de esportes do New York Morning Telegraph, se referiu a estas corridas de NY como “Around the Big Apple” (Ao redor da Grande Maçã), batizando sua coluna com o mesmo nome.

Acredita-se que ele tenha ouvido essa expressão de jockeys e treinadores da New Orleans que aspiravam em participar das corridas de NY, conhecidas como “Grandes Maçãs”.

Inclusive, John só levou os méritos pelo termo em 1997, quando a esquina da 54th e Broadway foi renomeado como Big Apple Corner em seu reconhecimento. Isso devido ao fato de que ele viveu neste endereço por cerca de 30 anos.

A má distribuição de renda entre os estados americanos

Este fato tem sua primeira aparição um pouco antes do anterior, em 1909.

A expressão é encontrada pela primeira vez no livro The Wayfarer in New York (O Viajante em Nova York). Nele, é citada uma  metáfora em relação a má distribuição de renda entre os estados americanos.

No caso, ele faz uma associação entre os Estados Unidos (a árvore) e seus estados (maçãs), colocando Nova York como a Big Apple por receber uma parte desproporcional da renda distribuída.

Os músicos de Jazz

Nova York Big Apple

Outro ponto importante foi, no final dos anos 20 e início dos anos 30, os músicos de Jazz referiam-se à Nova York como “The Big Apple” devido a um antigo ditado do show business, que dizia:

  “There are many apples on the tree, but only one Big Apple.”

Ou seja: “Há muitas maçãs na árvore, mas somente uma grande maçã”.

A campanha de incentivo ao turismo de 1971

Para quem ainda tinha dúvidas se “The Big Apple” seria o apelido de Nova York ou não, em 1971 não teve jeito!

O governo criou uma campanha de incentivo ao turismo adotando de vez o “The Big Apple” como expressão associada à NY.

A campanha escolheu o termo como parte da associação da maçã como um símbolo brilhante e saudável.  Assim, conseguir representar a cidade (sem ter muito a ver com o sentido de origem do termo).

BÔNUS: A festa de eleição de Trump

A festa de eleição de Trump

Trazendo o apelido para os dias atuais, vale lembrar que no início de 2017 Donald Trump fez uma festa de comemoração de sua eleição como presidente dos Estados Unidos com o nome de “Big Apple Ball”, referência a sua terra natal.

E aí? Conseguiu compreender melhor por que Nova Iorque é conhecida como Big Apple? Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro da cultura de diferentes países!

E-book 5 barreiras que impedem você de fazer um intercâmbio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *