empregos na austrália

Empregos na Austrália: A realidade do mercado de trabalho para brasileiros

Chegou a hora de dar um tempo da sua vida no Brasil e investir em uma experiência internacional? Pois saiba que a busca por empregos na Austrália pode ser um ótimo start para essa grande guinada.

A terra dos cangurus é muito receptiva à entrada de estrangeiros que decidem trabalhar e estudar por lá. Não é por menos que uma das características mais expressivas do país é, justamente, o DNA multicultural.

Para se ter uma ideia, dados do Department of Education (DE) australiano indicam que nos últimos cinco anos, o país registrou uma expansão de 77% nas matrículas de alunos do exterior.

“Mas como eu posso estudar e encontrar vagas de emprego na Austrália?”

Se você quer fazer parte desta estatística no próximo ano (e nós esperamos que sim), é importante saber que precisará seguir algumas regrinhas.

Quais são elas? Muito simples!

Para fazer um intercâmbio na Austrália e poder trabalhar por lá, é necessário ingressar no país com um visto de estudante, ter iniciado seu curso e assumir uma jornada de trabalho de até 40 horas por quinzena.

Entre as opções de curso, você poderá escolher inglês geral, preparatório de proficiência ou até algum curso profissionalizante, como o Vocational Educational Training (VET) .

OBS: O caminho mais fácil para trabalhar na Austrália é entrar no país com visto de estudante. Raros são os casos em que intercambistas entram no país com o visto de trabalho.

O que você vai ver neste artigo:

Lembre-se: nosso dever aqui não é vender ilusões. Vamos dar a real sobre quais são os empregos na Austrália para brasileiros e contar como funcionam os processos seletivos.

Como está o cenário do mercado de trabalho australiano

gold coast empregos na austrália
Gold Coast na Austrália

Antes de começar este artigo, consideramos prudente divulgar dados sobre o cenário econômico da Austrália.

Conforme o site internacional de economia Trading Economics, a taxa de desemprego na Austrália é de apenas 5,3%*

Para se ter uma ideia, no Brasil esse índice alcança 11,7%, um total de 12,4 milhões de pessoas em busca de oportunidades.

*A pesquisa é de setembro de 2018.

Mas o cenário pode ser ainda melhor quando voltamos o olhar para cidades como Sydney, Melbourne, Brisbane, Adelaide ou Perth. Nessas regiões, a taxa de desemprego não passa de 3,5%. Ou seja, são regiões consideradas em pleno emprego.

Esse termo quer dizer que não há tecnicamente desemprego. Quando não estão empregadas, as pessoas tiram alguns meses de “férias” até retornarem ao mercado.

Leia também: 10 melhores cidades na Austrália para fazer intercâmbio

Não bastasse um mercado amplo, a Austrália ainda integra a lista dos melhores países para estudar e aprender inglês do mundo.

Além de ser o terceiro território mais procurado por estudantes estrangeiros, segundo a International Education Association Australia (IEAA), a Austrália apresenta um sistema rigoroso de controle de qualidade das instituições de ensino.

Essa característica concede tranquilidade aos intercambistas quando o assunto é retorno de investimento. Acredite, cada centavinho colocado no programa vai trazer retornos de ensino. E de vida, é claro… =)

Quais são os empregos mais requisitados na Austrália?

vagas de emprego na austrália
Trabalhar como barista é uma excelente opção para quem já tem o inglês avançado.

Em sua grande maioria, são aqueles relacionados à área de hospitalidade –  restaurantes, cafés, hoteis e pubs. Nesse contexto, o que vai definir qual vaga será a mais indicada para você é o seu nível de inglês e o quanto já é capaz de se comunicar no idioma estrangeiro.

Os salários também vão variar conforme a complexidade da vaga.

Confira alguns exemplos de emprego que você pode conseguir a partir do nível básico do inglês e sua média salarial:

  • Lavador de pratos (Entre AU$ 18,00 e AU$ 25,00 / hora);
  • Ajudante de obras (Entre AU$ 18,00 e AU$ 30,00 / hora)
  • Limpeza/diarista (Entre AU$ 18,00 e AU$ 24,00 / hora)

Já para o nível intermediário, as vagas são (+média salarial):

  • Cozinheiro (a) (Entre AU$ 18,00 e AU$ 24,00 / hora)
  • Garçom (Entre AU$ 20,00 e AU$ 34,00 / hora)
  • Ajudante de loja (Entre AU$ 18,00 e AU$ 25,00 / hora)

À medida em que o seu inglês ficar “afiado”, você poderá tentar vagas direcionadas ao nível inglês avançado (+média salarial):

  • Assistente administrativo (AU$ 25,00 / hora);
  • Chef de cozinha (Entre AU$ 22,00 e AU$ 30,00 / hora);
  • Barista (Entre AU$ 18,00 e AU$ 25,00 / hora).

Independente de qual vaga você for alocado, o seu ordenado não será menos que  AU$ 2.780,00 mensais, valor do salário mínimo da Austrália.

Esse auxílio financeiro será de extrema importância para você se virar lá fora e tirar de letra o custo de vida na Austrália. Só não vá torrar tudo em noitadas ou em almoços fora. Segure as saídas e prefira sempre fazer aquele lanchinho em casa.

Profissões em demanda

Todos os anos o departamento de imigração australiano divulga a Skilled Occupations List – lista com as ocupações em demanda da Austrália.

Essas vagas são direcionadas a profissionais que tenham formação e experiência em determinada área e podem ser um ótimo caminho para quem tem planos de conquistar o visto de residência permanente no país.

Aproveite e leia:

[VENCI!] Como consegui meu visto permanente de trabalho na Austrália

Casal larga tudo e vive o sonho da residência permanente na Austrália

Em 2018/2019, mais de 170 ocupações foram divulgadas. Cargos como contador, engenheiro civil, engenheiro químico, arquiteto, paisagista e consultor de gestão estão inclusos na lista. Clique aqui e veja a lista completa atualizada.

Como conseguir um emprego na Austrália?

como conseguir um emprego na austrália?

Conseguir um emprego na Austrália não é tarefa difícil, mas é importante ter mente que nada cai do céu. Em uma palavra é possível definir isso em esforço!

Sim, você vai precisar se organizar e correr atrás para conseguir até aquela vaga tranquila que exige nível básico de inglês.

Aliás, se você tem planos de estender sua estadia por lá, esse é o melhor caminho para começar. Falamos isso porque é mais raro – não impossível – sair trabalhando de largada em uma ocupação mais exigente.

Compreendido o esforço?

É hora de colocar a mão na massa e entender os três principais pontos para mandar super bem no processo seletivo:

  • Currículo;
  • Procura;
  • Entrevista.

Como fazer um bom currículo?

Chegou na Austrália e não sabe por onde começar? Calma que nós te ajudamos.

A Information Planet conta com uma equipe especializada em oferecer suporte e auxiliar os intercambistas a reconstruir o currículo conforme as necessidades dos empregadores australianos.

Essa ajuda acontece por meio do seminário Job and Resume Preparation (Preparação para trabalho e de currículo), um encontro com o objetivo de orientar os estudantes e tirar as principais dúvidas.

Antes de participar do evento, porém, tente já fazer um esboço do CV – em inglês, é claro – e aproveite para adicionar (se tiver) experiências relacionadas com atendimento ao público.

OBS: Depois de pronto, você pode enviar o seu currículo para que  nossa equipe revise se o documento está bem apresentável ou se não contém erros de inglês.

A procura

Há duas maneiras de você procurar emprego na Austrália.

A primeira delas é acessar sites como o Career One, Seek ou Gumtree e pesquisar quais são as vagas disponíveis na cidade onde você irá residir.

Confira a lista dos sites mais populares de busca de empregos

A segunda forma  é imprimir seu currículo e, literalmente, bater de estabelecimento em estabelecimento para oferecer trabalho. Em pleno século 21 essa metodologia pode parecer estranha, mas, acredite, funciona especialmente naqueles comércios pequenos que não têm tempo de realizar cadastros em sites.

Na dúvida, tente todas as possibilidades e não desista na primeira.

A entrevista

A entrevista é um dos pontos mais importantes no processo seletivo de qualquer empresa. E é nesse momento que você precisa demonstrar toda a proatividade do mundo.

Essa característica, aliás, é muito valorizada pelos australianos e configura uma das razões pelas quais há tantos brasileiros trabalhando na Austrália.

A boa notícia é que entrevistas de emprego para vagas na área de hospitalidade são simples.  Os recrutadores, basicamente, querem saber sobre você e suas experiências anteriores.

Portanto não esqueça de contar no que você já trabalhou no Brasil e dizer (dizer com vontade) que está disposto a aprender. Também se mostre disponível para trabalhar aos fins de semana.

Conquistou a vaga? Comemore!

Mas não esqueça de fazer as suas atribuições e ir além. Assim como qualquer empregador do mundo, os australianos gostam que os intercambistas mostrem empolgação naquilo que fazem.

Qualquer atividade que você cumpra a mais são pontinhos para você permanecer na vaga e, quem sabe, ser até mesmo promovido.

Conclusão: partiu estudar e trabalhar na Austrália?

E aí, tirou as suas dúvidas sobre empregos na Austrália para brasileiros?

Se ainda existir alguma questão que não ficou muito clara, deixe abaixo nos comentários ou aproveite para começar a organizar essa viagem que tem tudo para ser incrível.

Na hora de planejar, priorize a emissão do visto australiano e não esqueça de se informar sobre os costumes e a cultura da Austrália. Acredite, difícil vai ser não se apaixonar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[212069]
[212069]
[209006]
[209006]
[209014]
[209014]
[200627]
[200627]
[292870]
[292870]