cidades da irlanda

Cidades da Irlanda: as 4 melhores para fazer intercâmbio

Conhecer o perfil das cidades da Irlanda é o primeiro passo para você decidir qual será o destino do seu intercâmbio.

Pensando nisso, selecionamos as quatro melhores cidades do país para estudar inglês e visitar lugares incríveis, afinal você também vai querer passear (e muito).

É claro que a capital Dublin está na nossa lista, mas você sabia que existem outras três cidades igualmente interessantes para quem deseja aprender e conhecer uma nova cultura?

Antes de apresentá-las, já lançamos um spoiler do bem: em todas elas você poderá trabalhar, tomar um pint de Guinness e escutar muita banda irlandesa. 😉

Vem com a gente!

Quais são as principais cidades da Irlanda?

As principais cidades para fazer um intercâmbio na Irlanda são Dublin, Cork, Limerick e Galway. Esses são os destinos que mais oferecem qualidade de ensino e oportunidades de emprego na Irlanda.

Falamos isso porque o governo irlandês permite que intercambistas estudem e trabalhem, desde que façam um programa de intercâmbio de, pelo menos, 25 semanas e cumpram uma jornada máxima de 20 horas semanais no emprego.

Ou seja, se você cumprir as regras (que não são difíceis) é possível abater os custos do intercâmbio e ainda conquistar uma experiência de trabalho internacional. =)

Pronto para escolher qual cidade você vai chamar de sua durante o intercâmbio para a Irlanda?

Dublin, a capital

dublin irlanda

Situada às margens do Rio Liffey, Dublin, a capital da Irlanda é aquela mistura perfeita entre o agito e a qualidade de vida.

Agito porque é a maior cidade do país e uma das mais antigas da Europa, com uma variedade de shows, restaurantes e pubs (há quem diga que são, pelo menos, mil!)

Qualidade de vida porque comparado a outras capitais do mundo, Dublin tem menos habitantes – são 527 mil – e não é assim tão extensa territorialmente.

Sabe aquele esquema de não precisar de muitos dias para se entender na cidade? Esse é mais ou menos o clima de Dublin!  

Passeios a pé são simplesmente deliciosos na cidade, mas se você for daqueles que gosta de andar de bike ou prioriza o transporte público como meio de locomoção, não haverá maiores problemas.

Ciclovias e linhas de trem/ônibus funcionam muito bem por lá!

Custo de vida versus oportunidades de trabalho

Entre as cidades da Irlanda, Dublin é a cidade com o custo de vida mais elevado da Irlanda, porém, se comparado a outras capitais como Nova Iorque ou Londres, o valor chega a ser até 18% menor, conforme o Expatistan.

Mas se por um lado o custo de vida de Dublin é um pouco mais elevado, de outro a cidade é a que oferece a maior fatia de empregos, caso você opte em fazer um intercâmbio de estudo e trabalho.

Atividades relacionadas a serviços são as que mais empregam intercambistas. Vagas como como Au Pair (babá), delivery (Uber Eats), atendimento em pubs, restaurantes, hoteis e supermercado são os tipos de emprego que a maioria dos intercambistas consegue.

Outra oportunidade de trabalho que só acontece em Dublin é o Rickshaw. Trata-se de um transporte de curta distância realizado de bike pelos principais pontos da cidade.

O intercambista que opta em ser o “motorista” desse veículo tem a autonomia para fazer o próprio horário e ainda a oportunidade de se divertir e conhecer turistas do mundo todo, afinal muita gente escolhe o Rickshaw para se deslocar de um ponto turístico ao outro.  É a cara da Irlanda!

Lembre-se sempre: quanto maior o seu nível de inglês, melhor será a vaga de trabalho e, por consequência, a remuneração. Portanto, mesmo que o seu trabalho não seja o mais sonhado, capriche no estudo do inglês e mantenha-se sempre em movimento na busca por outras oportunidades. Aproveite que a Irlanda adora brasileiros! =)

Clima: viaje na época certa

Um detalhe importante sobre Dublin e a Irlanda como um todo é o clima.

Dias nublados, chuva e muito vento serão lugar comum por lá. Portanto se essas condições climáticas não são tão agradáveis para você, procure viajar no verão (entre junho e agosto).

Não ache, porém, que na estação mais “quente”, você poderá andar todos os dias de bermuda ou short. Os termômetros não passarão de 20 graus.

É hora do agito

Uma das cidades da Irlanda onde a vida noturna é muito intensa, sem dúvidas, é Dublin.

Os pubs estão sempre lotados e festas típicas integram a programação dos estabelecimentos e dos eventos da rua.

Aliás, se você quiser curtir a cultura da Irlanda, tente estar na cidade em meados de março.

É porque no dia 17 acontece o Saint Patricks Day!

Apesar de a comemoração já ter sido importada para o Brasil, viver o Saint Patricks na Irlanda é infinitamente mais especial.

Para quem ainda não sabe como funciona essa festa, a gente explica:

Saint Patricks é o São Patrício, padroeiro do país. Aí basta março se aproximar para as pessoas invadirem as ruas trajadas com roupas verde e branco para celebrar a data e comemorar o feriado mais importante da Irlanda.

Em grupos, elas dão  forma a uma caminhada festiva, com muita música, dança e, claro, algumas canecas de cerveja (Guinness, de preferência) na mão.

Leia também: 7 motivos para decidir fazer (ou não) o seu intercâmbio na Irlanda

Pontos turísticos de Dublin

  • Temple Bar

Temple Bar

Desculpa ser clichê, mas às vezes é necessário…

Visitar Dublin, mas não conhecer o Temple Bar é quase como não ir a Dublin.

Criado em 1840, o estabelecimento é o pub número 1 na lista de quem visita a capital irlandesa. A fórmula para o sucesso além dos séculos de história é a música irlandesa e o cardápio de cervejas.

Outro detalhe que concede ainda mais charme ao local é que o pub está localizado em uma área – também chamada de Temple – que preservou sua planta medieval, com ruas estreitas de pedra. Uma viagem no tempo!

  • Trinity College Old Library

Trinity College Old Library

Dublin sedia uma das universidades mais antigas do mundo: a Trinity College. Fundada em 1592, a instituição conta com visita guiada e abriga, nada menos, que a Old Library, biblioteca que guarda o precioso Livro de Kells, um manuscrito com 600 páginas escrito por monges irlandeses por volta de 800 a.C.

Considerado um dos melhores lugares de pesquisa do mundo, a biblioteca chega a receber até 500 mil visitantes todos os anos e cuida de um acervo com cerca de 200 mil títulos.

  • Wicklow Jardim

Wicklow Jardim

Imagine uma região localizada no interior da cidade com muito verde, flores, lagos e cachoeiras. Esse é o condado de Wiclow, também conhecido como o grande Jardim da Irlanda. Situado a aproximadamente 50 quilômetros do centro de Dublin, o local é formado por enormes áreas verdes, mas também conta com vilas e ruas muito charmosas.

Ônibus de turismo costumam organizar passeios para o local diariamente. Reserve um dia inteiro para conhecer essa atração incrível e aproveite para levar uma toalha de grama e alguns petiscos. O gramadão verde de Wicklow é cenário para aquele piquenique de respeito.

  • Castelo de Dublin

castelo de dublin

Localizado no coração da cidade, o Castelo de Dublin é outro passeio imperdível na capital da Irlanda. A apenas cinco minutos da universidade de Trinity, a construção é um dos patrimônios históricos do país e serviu a diferentes reinados ao longo dos últimos séculos.

São 800 anos de história cravados nas paredes intactas do prédio que rende um bom cenário de filme medieval. Assim como boa parte das construções históricas de Dublin, no castelo existem visitas guiadas. Uma visita e tanto.

Cork

cork irlanda

Segunda maior cidade e terceira mais populosa da Irlanda, Cork, é outro destino que costuma atrair intercambistas interessados em uma experiência singular.

Por ser mais interiorana, a cidade atrai bem menos brasileiros que Dublin. Esse fator   acaba atraindo intercambistas que não querem ter contato algum com o português.

Apesar de ser menor é importante deixar claro que Cork oferece tudo o que um estudante brasileiro necessita: escolas de qualidade, bons pubs, atrações culturais e, claro, pontos turísticos a serem explorados.

De todas as cidades da Irlanda, aliás,  Cork é que mais consegue aliar a característica de uma cidade cosmopolita ao clima de uma pequena cidade universitária, onde praticamente tudo é acessível e pode ser feito a pé (ou de bicicleta).

Ascensão econômica

Cork vive uma ascensão econômica. Rica em oportunidades de trabalho, a cidade é um dos territórios da Europa que proporcionalmente mais aumentou o número de empregos gerados em 2017.

Com diversos business districts, Cork já é considerada por muitos o novo polo tecnológico da Irlanda. Para se ter uma ideia, empresas de tecnologia como McAfee e até mesmo Apple possuem escritórios na cidade. Bacana, né?

Vida cultural ativa

Mas não é porque é menor que Cork deixa de oferecer uma vida cultural/noturna inferior. Música, teatro, dança e cinema são atrações muito valorizadas pelos moradores locais. Justamente por isso há sempre uma programação ou outra para fazer. =)

Aliás, prepare-se para frequentar muitos festivais de música. Por ano são pelo menos 24 eventos que a cidade sedia. Os estilos são variados: jazz, folk, rock e muito mais! Espia só os mais famosos:

Custo de vida

Comemore!

Conforme o Expatistan, o custo de vida de Cork pode ser até 20% mais barato em relação à capital Dublin.

O que fazer em Cork?

blarney castle

Chegou o final de semana e você está com aquele tempo livre para explorar a cidade? Fique tranquilo porque programações não vão faltar.

Se o seu estilo é mais esporte, a localização privilegiada de Cork possibilita que você faça montanhismo, trilhas e uma variedade de esportes aquáticos.

É claro que locais históricos com aquele charme único do velho mundo também não serão difíceis de encontrar.

A nossa dica é o Blarney Castle, fortificação medieval levantada há mais de 600 anos e que possui uma série de lendas. Além da imponente construção, o passeio vale para descobrir quais são os mistérios que cercam o Blarney Castle.

Ah, não deixe de ir no Cork City Gaol,  uma prisão do século XIX que mais parece um castelo.

Outro ponto imperdível de Cork é o famoso English Market, um mercado de alimentos da cidade fundado, nada menos, que em 1788. Trata-se de um dos estabelecimentos cobertos do gênero mais antigos do mundo. Você vai voltar de sacola cheia!

Mercado de trabalho

Apesar de estar vivendo um crescimento econômico bem expressivo, os empregos para intercambistas em Cork são similares ao que existem hoje em Dublin: todos voltados à área de serviço.

Por que um intercâmbio em Cork?

Cork é a cidade perfeita para quem busca um lugar mais calmo, mas não quer deixar de aproveitar o que de melhor a Irlanda tem a oferecer. Em Cork você vai ter uma qualidade de vida fantástica e, quando quiser matar as saudades do agito da cidade grande, basta pagar um ônibus e, dentro de três horas, estará em Dublin. =)

Limerick

Limerick Irlanda

Limerick, com 100 mil habitantes, é um destino especial para intercambistas que buscam aprimorar o idioma e conhecer a cultura local de perto.

Por não receber tantos turistas, Limerick oferece uma experiência mais interessante de assimilação do idioma, já que o intercambista, onde quer que esteja, vai escutar praticamente só o inglês.

É importante destacar também que Limerick oferece um centro de estudos com quase 10 instituições internacionalmente reconhecidas, como University of Limerick and Limerick Institute of Technology.

Mas dentre todas as curiosidades desta pequena cidade, a sua juventude, sem dúvidas, é a que mais chama atenção.

Pesquisas indicam que metade da população de Limerick possui menos de 30 anos.

Esse perfil se deve à veia universitária e ao aconchego da cidade: uma mistura de calmaria com programações que atraem jovens de todas as tribos e crenças.

Aliás, por ser a cidade com a maior população jovem da Irlanda é de se pressupor que a vida noturna seja, igualmente, agitada. Nada, porém, que fará tirar o seu sono ou aquele foco dos estudos.

Economia em expansão

Lembra quando falamos que todas as cidades da Irlanda estão vivendo um processo de expansão econômica? Pois em Limerick o cenário não é diferente.

Em dezembro de 2018, um projeto na ordem de 29 milhões de euros foi anunciado no setor de business e outro de 30 milhões de euros na edificação de moradas estudantis.

O que isso quer dizer? Que Limerick desponta como uma das cidades da Irlanda  com muitas oportunidades profissionais.

Custo de vida: ainda mais barato

Se o custo de vida de Cork já era mais barato em relação a Dublin, o de Limerick é ainda mais.

Segundo a média calculada pelo Expatistan, os gastos serão 25% menores do que a capital.

Além do aluguel mais baixo, outro fator que contribui para Limerick ser mais barata é que a cidade dispensa a necessidade de usar Uber ou transporte público.

Por ser pequena territorialmente é possível fazer praticamente tudo a pé. O bolso agradece!.

Clima

Quem gosta de um clima mais cinza vai se identificar com Limerick. Quem não gosta, talvez precise repensar o destino.

É porque de todas as cidades da Irlanda, essa é mais nublada e cinzenta. Estima-se que a Limerick não receba mais do que 3 horas e meia de sol direto por dia entre o outono e o inverno.

Por outro lado no inverno, o frio não é assim, tão intenso e dificilmente os termômetros marcam temperaturas negativas.

O que fazer em Limerick?

Gosta daquele clima vizinhança? De dar oi para o conhecido, acenar para o vizinho, provar aquela comidinha feita na hora? Então não deixe de visitar o Mercado do Leite, uma das atrações mais curiosas de Limerick.

Paraíso de produtos naturais, o local convida qualquer visitante a provar petiscos diferentes com um ingrediente extra: tudo é feito de forma artesanal pelos próprios comerciantes.

São 50 barracas para descobrir novos sabores e aproveitar o clima interiorano da cidade.

O passado medieval de Limerick também está muito bem conservado e presente nos pubs e em grandes construções como o King John’s Castle. Situado em uma ilha, essa construção foi levantada ainda no século XIII e apresenta um visual de tirar o fôlego.

No que toca a cultura, outro ponto imperdível é a Limerick City Gallery of Art, galeria de arte de Limerick. A cidade, aliás, é uma das candidatas a capital da cultura em 2020!

Galway

galway Irlanda

Tudo bem que todas as cidades da Irlanda são charmosas, mas Galway, o quarto maior território da Irlanda, tem um toque especial. Colorida, histórica e pequena de tamanho, mas gigante de personalidade, a cidade abriga hoje 79 mil habitantes.

Localizado no Oeste da Irlanda, Galway é o destino para quem quer fugir do agito e busca se resolver territorialmente em poucas quadras.

Apesar de sua cara de interior, a cidade tem uma atmosfera muito boêmia e festeira. Prova disso são os eventos que marcam presença todos os anos por lá. Aliás, prepare o paladar porque a gastronomia é protagonista. Espia só:

Similar à atmosfera de Limerick e Cork, Galway também é considerada por muitos como uma cidade universitária e de pegada mais jovem.

Renomadas instituições estão localizadas por lá, como  a Galway- Mayo Institute of Technlogy (GMIT) e a cinco estrelas National University of Ireland Galway. O campus dessa instituição, aliás, se tornou ponto turístico. Trata-se de um ótimo lugar para visitar e sentir o clima multicultural.

Clima

Assim como se espera de toda a Irlanda, em Galway chove, venta e faz até um pouco mais de frio que a capital Dublin. Isso acontece porque a cidade fica localizada no extremo oeste do país e estabelece conexão direta com o Oceano Atlântico.

Custo de vida

Galway também possui um custo de vida mais em conta se comparado com Dublin. O Expatistan estima uma economia de até 21%.   

OBS:  O custo de vida é uma questão muito relativa, pois tudo vai depender do seu perfil e do quanto você estará disposto a economizar no destino.  Durante o planejamento de um intercâmbio para a Irlanda, nossos consultores indicam uma média exata de gastos e aproveitam para conceder dicas de como economizar na Irlanda.

O que fazer em Galway?

Além dos festivais que você vai poder conferir todas as épocas do ano, um dos programas mais legais de se fazer em Galway é caminhar pela Quay Street, uma das ruas mais charmosas e animadas do Centro da cidade.

Lá você vai encontrar cafés, pubs (muitos pubs), restaurantes e músicos de rua cantando as clássicas irlandesas.

Aliás, você já escutou a música Galway Girl, do Ed Sheeran?

A cultura e o passado convergem muito bem no Galway City Museum, outro local que merece uma visita.

Quem fizer um intercâmbio em Galway também não deve deixar de visitar os Cliffs of Moher. Graças à posição geográfica da cidade, fica muito fácil de conhecer (são cerca de 2 horas de ônibus) essa que é considerada uma das maiores atrações da Irlanda.

Trata-se de um conjunto de penhascos lindíssimos que se estendem por oito quilômetros. Não esqueça de levar o casaquinho porque lá venta muito (muito mesmo)!

As melhores cidades da Irlanda

E aí, o que achou da nossa seleção de cidades da Irlanda?

Deixe nos comentários abaixo qual delas você mais se identificou e por quê.

Aproveite para solicitar um orçamento personalizado e tirar todas as suas dúvidas com um de nossos especialistas em intercâmbio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[212069]
[212069]
[209006]
[209006]
[209014]
[209014]
[200627]
[200627]
[292870]
[292870]