Covid-19: Novidades do ministro da Austrália sobre as condições de visto de estudante.

Sim! Algumas das perguntas de um milhão de
dólares foram respondidas neste dia 20 de julho pelo ministro da Austrália
envolvendo estudantes internacionais e as condições de visto para este público.

Desde o começo da pandemia, o fechamento das
escolas, das fronteiras, a criação dos estudo online feito por algumas escolas,
causaram algumas dúvidas que impactaram diretamente os intercambistas com
planos de viagem ou mesmo em meio ao intercâmbio na Austrália.

Desde então, nós seguimos atentos e cuidando para trazer informação real e confiável para todos os nossos clientes e também para aqueles que buscam informações para tomada de decisão para definir o país para seu sonho de intercâmbio.

Com a intimidade que temos com a Austrália, algumas das notícias que o setor foi soltando ao longo deste período não nos fazia acreditar que fosse de fato acontecer um “deixa para lá” por parte do governo. E, sorte a nossa ter acreditado no nosso conhecimento!

Apostamos em acolhimento e cuidado por parte deles e foi isso que este pronunciamento trouxe hoje, com doses altas de cautela como é parte integrante do comportamento da Austrália, mas com respeito e responsabilidade para nosso seguimento.

Abaixo, traduzimos na íntegra as palavras do Prime-Minister, mas para quem quer saber quais são as novas de forma rápida e simples segue nossa leitura:

Primeiro o ministro cuidou em dizer quão importante é o seguimento de educação internacional para Austrália e todos os cuidados que tiveram e terão ainda  para proteger o setor.

Também falou sobre a preocupação com a população e disseminação do Covid-19, que causou o fechamento da fronteira e das escolas, mas que tudo foi considerado um sucesso frente aos baixos números de infectados no país (se comparado a outros) e ressaltou que com as medidas a Austrália se tornou referência no combate para todo o mundo.

Então as medidas para auxiliar os que foram impactados pela situação do Covid-19 dentro ou fora da Austrália, foram:

  • O governo recomeçará análise e liberação dos vistos de estudante
    pelas unidades da Imigração fora da Austrália. Isso significa que Brasília vai
    voltar a soltar respostas aos vistos aplicados (até então congelados) e também
    quer dizer que, quando as fronteiras forem reabertas, os estudantes já terão
    vistos e poderão viajar.
  • Os estudantes internacionais poderão apresentar um novo pedido de
    visto de estudante sem custo, se não puderem concluir seus estudos dentro da
    validade original do visto devido ao COVID-19.
    Ou seja, se não puderam viajar ainda, ou se viajaram mas não tiveram aula por
    um período, poderão solicitar este visto.
  • Os atuais portadores de visto de estudante que estudam online fora
    da Austrália poderão usar esse estudo para contar como tempo de estudo
    australiano para um visto de trabalho pós-estudo.
    Muitos que apostam em migração tem por principio fazer um curso técnico para
    ganhar o direito ao post-graduated visa que é um visto de até 2 anos para
    estudantes que concluírem 2 anos ou mais de estudo técnico na Austrália.
    Agora, mesmo que parte destes 2 anos foi estudado aqui mesmo no Brasil de forma
    ONLINE, o tempo servirá para a aplicação.
  • Os graduados que possuírem um visto de estudante serão elegíveis
    para solicitar um visto de trabalho pós-estudo fora da Austrália.
    Isso antes só era permitido dentro da Austrália, agora aberto para quem está
    aqui no Brasil também.
  • Será concedido um tempo adicional para apresentar os resultados de
    inglês na aplicação de vistos, se por ventura o aplicante não conseguir
    resposta e ou fazer o teste de nível necessário para aplicação.
    Ou seja, não existe aquela história de vistos em analises serem cancelados por
    falta de teste de inglês como foi falado em alguns canais.

O ministro teve o cuidado de reforçar a importância dos estudantes internacionais para sociedade, turismo e economia geral da Austrália.
Infelizmente a principal pergunta: QUANDO ABRE A FRONTEIRA, ainda não foi respondida, mas com algum otimismo estamos acreditando que será em breve…

E certamente, para nossa tranquilidade podemos afirmar que quando acontecer a Austrália estará de braços abertos esperando por nós, como sempre foi!

Até mais!

Fonte: https://www.sbs.com.au/language/english/audio/update-australia-announces-five-major-visa-changes-to-support-international-students-during-coronavirus-pandemic

Foto por: Yingchou Han

Segue texto traduzido na ÍNTEGRA:
O governo de Morrison está fazendo várias alterações nos acordos de visto de estudante para garantir que a Austrália continue sendo um destino prioritário para estudantes internacionais, à medida que emergimos da pandemia do COVID-19.

Os estudantes internacionais são extremamente importantes para a Austrália e nossa economia, contribuindo com US $ 40 bilhões anualmente e apoiando 250.000 empregos. Muitos também se tornam inclusive cidadãos australianos.

Embora o fechamento de nossas fronteiras internacionais tenha sido
crucial para o nosso sucesso em retardar a disseminação do coronavírus, e a
Austrália tenha sido líder nesse sentido, isso apresentou desafios ao setor
educacional e aos estudantes, tanto aqui como no exterior.

Essas cinco alterações de visto garantirão que os estudantes
internacionais melhorem sua situação causada pela pandemia e reforça que a
Austrália siga competitiva com outros países de interesse educacional.

As mudanças incluem:

  • O governo recomeçará a concessão de vistos de estudante em todos
    os locais alojados fora da Austrália. Isso significa que, quando as fronteiras
    forem reabertas, os alunos já terão vistos e poderão fazer arranjos para
    viajar.
  • Os estudantes internacionais poderão apresentar um novo pedido de
    visto de estudante gratuitamente, se não puderem concluir seus estudos dentro
    da validade original do visto devido ao COVID-19.
  • Os atuais portadores de visto de estudante que estudam on-line
    fora da Austrália devido ao COVID-19 poderão usar esse estudo para contar com
    os requisitos de estudo australiano para um visto de trabalho pós-estudo.
  • Os graduados que possuírem um visto de estudante serão elegíveis
    para solicitar um visto de trabalho pós-estudo fora da Austrália, se não
    puderem retornar devido ao COVID-19.
  • Será concedido um tempo adicional para apresentar os resultados de
    inglês na aplicação de vistos, se por ventura o aplicante não conseguir
    resposta e ou fazer o teste de nível necessário para aplicação.

O ministro interino da Imigração, Cidadania, Serviços aos
Migrantes e Assuntos Multiculturais Alan Tudge disse que as mudanças garantem
estudantes internacionais que já estão na Austrália e aqueles que não puderam
viajar devido ao fechamento de fronteiras COVID-19.

“Essas medidas apoiam o setor internacional de educação –
nosso quarto maior setor de exportação – e ajudarão a sua recuperação”,
disse Tudge.

“Ao fazer essas mudanças, fomos guiados pelos princípios de que a
saúde dos australianos é fundamental, mas que os estudantes internacionais não
devem ser mais prejudicados pelo COVID-19.

“Somos uma nação acolhedora, com um sistema educacional de classe
mundial e algumas das taxas mais baixas de COVID-19 do mundo. Os alunos querem
estudar aqui e queremos recebê-los de volta de uma maneira segura e medida
quando for seguro fazê-lo.”

“Fazer isso não apenas apoiará o setor educacional, mas também
terá efeitos de fluxo para muitas comunidades e empresas locais, incluindo
serviços de acomodação, turismo, hotelaria e varejo.”

O ministro da Educação, Dan Tehan, disse que as mudanças dariam
confiança aos estudantes internacionais em seus acordos de vistos, para que
possam fazer planos de estudar na Austrália quando for seguro fazê-lo.

“Nossos esforços notáveis no controle da propagação do vírus
significam que podemos começar a receber de volta os estudantes internacionais
de uma maneira segura, uma vez que as fronteiras do estado sejam reabertas e o
aprendizado presencial seja retomado”, disse Tehan.

“Além de apoiar empregos, a educação internacional constrói
nossa conexão com o resto do mundo e apoia uma série de indústrias críticas,
como saúde, idosos e atendimento a deficientes”.

O governo anteriormente relaxou as restrições de trabalho para estudantes
internacionais que trabalham nos setores de saúde, idosos e assistência a
pessoas com deficiência durante a pandemia do COVID-19. Também foi flexível nos
casos em que a pandemia do COVID-19 impedia que estudantes internacionais
cumprissem suas condições de visto, como não poder assistir às aulas
pessoalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[212069]
[212069]
[209006]
[209006]
[209014]
[209014]
[200627]
[200627]
[292870]
[292870]