A nossa intercambista Gabriela Leite, 28 anos, foi para Toronto pela IP Paulista e optou por um intercâmbio de 1 mês de inglês intensivo na ILSC (International Language School of Canada)! Além de muito frio, o aprendizado intenso e o autoconhecimento marcaram a sua experiência.

Confira o depoimento completo:

“O meu intercâmbio no Canadá foi a MELHOR experiência da minha vida.

Os meus olhos sempre brilharam por esse país incrível.

Eu sempre falava que se algum dia fosse ter essa experiência, que escolheria o Canadá, e tudo se encaixava nessa escolha, eu amo frio, então foi certeiro.

Desde o primeiro momento que cheguei eu fiquei encantada…

A cidade de Toronto é maravilhosa.

Cada canto da cidade fazia o meu olho brilhar, um lugar organizado, que te recebe de braços abertos, com pessoas educadas e sempre dispostas a ajudar.

“O meu coração até palpita só de escrever esse depoimento.”

É realmente admirável, coisa de outro mundo mesmo.

Você conhece gente do mundo inteiro, é uma imersão cultural fantástica.

Em cada lugar da cidade existe um pedacinho de um lugar diferente (Japão, Turquia, Taiwan e por aí vai),

O aprendizado é contínuo, diário, não para nunca (foi a melhor sensação que já senti na vida). Você fica com “sede” de conhecer coisas novas e ouvir histórias de cada lugar do mundo.

Você aprende a lidar com todos os seus sentimentos, e você vai se auto descobrindo a todo momento, e no final do meu intercâmbio eu disse:

“Renasceu uma nova Gabi desde o primeiro momento que pisei em terras canadenses.”

Foi apenas 1 mês (sim eu queria mais rs), mas foi tão intenso, eu aproveitei cada hora, minuto e segundo…

Eu me identifiquei tanto com o lugar que às vezes parecia que eu estava no país há meses!

A minha adaptação foi muito boa, e se eu já gostava do frio, lá eu tive a prova real que eu realmente nasci para o inverno (pulei na neve, fiz boneco de neve, deitei na neve, às vezes eu até fazia uma parte do trajeto de ida para escola caminhando, só pra curtir o friozinho).

No meu primeiro dia eu já coloquei a mochila nas costas e saí andando pela cidade…

Peguei o mapinha no metrô e fui com a cara e a coragem.

depoimento gabi no canada

Fiz o caminho da escola, andei pelo centro e fiz até umas comprinhas, com friozinho na barriga, mas fui, e daí em diante eu só voltava pra casa pra jantar e dormir.

Eu de fato aproveitei cada momento (eita, que saudade)!

Foram tantos amigos, conversas, risadas, passeios, viagens, jogos de hóquei, cafés no Tim Hortons (lugar clássico de Toronto), em cada esquina tem um, e você sempre vai dar aquela passadinha pra pegar um hot chocolate ou um donuts antes de ir pra escola, e você já se sente um real Canadense (é uma delícia).

Leia também: TOP 10 Comidas típicas do Canadá

E quando chega a hora de ir embora, o coração aperta, dá vontade de ficar, você pensa em mil possibilidades de estender a viagem, mas a volta pra casa é necessária, e você volta com a cabeça a mil por hora e com a sensação de que valeu muito a pena todo o seu esforço e planejamento desde o início.

Foi um momento único, inesquecível, e de muito aprendizado que com certeza levarei comigo para o resto da minha vida.

Ter essa experiência me deu vontade de colocar a minha mochilinha nas costas e sair aí pelo mundo, aprender e descobrir um tanto mais, e é claro voltar para o Canadá e desbravar um monte de lugar que tem por lá.

Eu nunca disse um adeus para o Canadá, e sim um até logo.”

cta rodape blog