queensland

5 destinos imperdíveis para conhecer durante um intercâmbio na Austrália

Está pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália? Já tomou essa decisão? Se você é daqueles viciados em conhecer novos lugares, saiba que está indo para o país certo.

Pronto para viver grandes aventuras?

A Austrália fica próxima de países muito plurais e interessantes do ponto de vista cultural. Essa vantagem é um ganho e tanto na hora de aproveitar ainda mais a experiência lá fora e, claro, desbravar muuuitos lugares interessantes.

Nova Zelândia, Tailândia, Indonésia…. Japão??

Sim! Dependendo da sua habilidade de economizar e planejar com antecedência, você poderá conhecer ilhas paradisíacas (e pouco conhecidas), metrópoles cheias de vida e culturas singulares, típicas da Ásia e da Oceania.

Leia também: [TOP] 12 curiosidades da Austrália que vão te deixar surpreso (e com vontade de morar lá)

Vida de intercambista é assim mesmo. Um pé aqui, com o pensamento láááá… Lá naquele novo país que você não vê a hora de conhecer!

Antes de conhecer as suas possibilidades enquanto intercambista na Austrália, tome nota de duas dicas infalíveis para economizar nas viagens.

Partiu descobrir para onde viajar durante um intercâmbio na Austrália?

1) Nova Zelândia

nova zelandia

Se você é daqueles que ama o mar, mas adora um agito (na medida certa) deve, obrigatoriamente, colocar Nova Zelândia no seu roteiro.

Para se ter uma ideia, lá em nenhum lugar você estará longe mais de 128 quilômetros do mar. Isso se deve à extensão “básica” de 6 mil quilômetros de costa.

Além disso, Auckland, a maior cidade da Nova Zelândia, é cosmopolita e oferece de tudo um pouco: cafés com mesinhas na rua, trilhas de floresta subtropical e aquela balada para ninguém ficar parado.  É a medida perfeita entre agito e calmaria.

Se você gosta de esportes, preste atenção nessa informação:

A paixão nacional da Nova Zelândia é o rugby! Que tal comprar passagem para uma data de jogo importante? Emoção não vai faltar se você garantir um ticket para acompanhar uma partida no estádio Eden Park, o maior de Auckland.

Nesse rolezão pela Nova Zelândia você ainda poderá conhecer lugares incríveis (e únicos) do ponto de vista belezas naturais:

    • Raratonga: ilha com origem vulcânica de “embasbacar”. O local deixou de pertencer ao país em 1995 e agora é das Ilhas Cook, mas de coração ainda é neozelandês.
    • Queenstown: cidade situada na Ilha do Sul que fica à beira de um lago cristalino rodeado por montanhas. É também o destino para praticantes de bungee jump, pois é reconhecida como capital mundial dos esportes radicais.
    • Hobbiton: cidadezinha construída próxima a colinas que serviu como cenário para o filme Senhor dos Aneis e Hobbit. É um verdadeiro charme.
    • Waitomo Caves: um lugar onde as cavernas que brilham. E não é ficção científica! Situada a 200 quilômetros de Auckland esse passeio é simplesmente imperdível e você pode fazê-lo de barco. A título de curiosidade, as cavernas brilham, pois o teto está repleto de larvas que dão a impressão aos visitantes de que estão olhando para um céu estrelado.

Deu para perceber que nos empolgamos com a Nova Zelândia, né? Mas é porque o destino é mesmo imperdível! =)

Aproveite e leia as  11 curiosidades para você ficar maluco pela Nova Zelândia

O  voo da Austrália para Auckland leva em média 3 horas.

2) Tailândia

Muitos australianos dizem que a Tailândia é o destino número 1 de quem está na Austrália e nós explicamos o porquê:

Bangkok, capital da Tailândia, é um destino a parte. Conhecida por sua mistura que envolve tradições locais, religiosidade, comida boa só cuide com a pimenta e aquela desorganização típica dos países do terceiro mundo, a cidade é cada vez mais olhada pelo turismo internacional.  

Também pudera, entre templos e arranha-céus modernos, a cidade vibra e se firma como uma das capitais mais fascinantes e curiosas do planeta.

Aliás, já vá preparando seu paladar:

Ainda que tenha opções beem exóticas como escorpião no palito ou lagartixa frita (calma, pois você não será obrigado a provar essas iguarias), a culinária típica tailandesa é simplesmente deliciosa.

Leite de coco, coentro, capim-limão, tamarindo, galanga (parecido com o gengibre) e pimenta (muita pimenta) formam sabores harmônicos e surpreendentes. É bom MESMO! Só cuide com o nível de pimenta. Peça sempre a menor (e já será forte).

Espia só os mais conhecidos:

    • Khao pad – arroz salteado com frango (gai) ou porco (moo)
    • Pad thai – arroz frito com camarões, amendoim, tamarindo, ovo, nam pla, coentro, cebolinha, açúcar, e vegetais.

Belezas naturais

Não bastasse essa explosão cultural, a Tailândia ainda encanta por suas praias pa-ra-di-sí-a-cas.

A Phi Phi Island, por exemplo, é um caso à parte. E você, obrigatoriamente, precisa conhecer esse paraíso. Areia fina e branca, água cristalina e paredões de pedra marcam o visual de quem se aventurar por lá.

A ilha de Maya Bay, situada em Phi Phi, foi cenário do famoso filme A Praia, com Leonardo DiCaprio. Mas tente, também, desbravar outros pontos que nem todo mundo conhece.

Tonsai Bay,Loh Dalum Bay e Bamboo Island são as dicas da IP. 😉

Saindo de Sydney até Bangkok, o voo dura em média 9 horas. Um pouco longo, mas ainda assim, vale a pena!

3) Indonésia

indonesia

Dez mil ilhas formam o maior arquipélago do mundo chamado Indonésia.

Além das paisagens naturais características do continente Bali está aí para comprovar -, a Indonésia propicia ao viajante uma experiência muito rica em termos de imersão espiritual.

As vertentes hindu e islâmica fazem do país um local marcado por templos e paradas para reza. Esse, aliás, é um dos grandes choques culturais da Indonésia. Boa parte de seus moradores rezam até cinco vezes por dia!

Outra curiosidade bem singular aos indonésios é o meio de transporte.

Nem carro, nem ônibus. A forma de locomoção mais comum é a motocicleta. O trânsito pode ser bem confuso, e não é raro ver pessoas carregando grandes volumes em motos pequenas.

Se você for aventureiro, pode até alugar uma motocicleta e se aventurar por Jacarta (capital) ou mesmo Bali, mas o cuidado deve ser mais do que redobrado, combinado?

Apaixone-se por Bali

Não são só as praias cristalinas de Bali que farão você se apaixonar pela ilha. A forma como os moradores locais encaram a vida e o quanto você pode aprender com eles, mesmo que sua estada seja passageira, é o que mais vai te surpreender.

Os balineses celebram a morte, acreditam em karma e fazem oferendas diárias aos seus deuses, práticas do hindu- balinês, uma ramificação do hindu indiano.

Uma viagem de avião da Austrália para a Indonésia dura em média 3 horas e meia.

4) Japão

japão

Trem bala, melancia quadrada e robôs que recepcionam lojas! Essa mistura toda você vai conferir no Japão, outro destino que pode ser desbravado durante o seu intercâmbio na Austrália.

Pode até parecer longe, mas se você tiver disposição, um voo de Sydney a Tóquio dura, em média, 9 horas. Moleza se pensarmos na riqueza cultural que você trará na bagagem, não é mesmo?

Tóquio, aliás, é a super-megalópole mais limpa e organizada do planeta. Ao seu redor estão passeios imperdíveis como a calma Kamakura, a histórica Nikko e a pouco-histórica Tokyo Disneyland.

Se pegar o trem-bala, terá a oportunidade de viajar 350 quilômetros por hora e ainda conhecer o estonteante Monte Fuji e os Alpes Japoneses, perfeitos para caminhadas.

Dica: dizem que o amanhecer no Monte Fuji é uma da experiências mais inesquecíveis da vida!

Se preferir, entre o final de março e o início de abril, você ainda pode a visualizar floração das cerejeiras, flor que é símbolo nacional e um verdadeiro colírio para os olhos.

5) Fiji

Fiji

É bem no meio do oceano índico, a nordeste da Austrália, que um arquipélago com mais de 300 ilhas e praias azuladas espera viajantes aventureiros.

Estamos em Fiji, paraíso situado na região da Malanésia e cujos atrativos vão de uma contemplação de pôr do sol àquele banho preguiçoso em suas águas calmas.

O pequeno arquipélago de Fiji tem origem na agitada atividade vulcânica da região e dá a chance aos seus visitantes de escolherem a forma como irão aproveitar.

Pode ser um fim de semana romântico, um mergulho em suas águas transparentes ou mesmo uma aventura através dos esportes náuticos, como windsurf.

Tome nota: um detalhe que fará os intercambistas se apaixonarem de vez por FijI é a conversa com locais. É porque a cultura de quem vive por lá mistura a mística dos mares do sul às crenças hindus.

Sabe aquele papo sereno de gente que ensina em poucas palavras?

É isso mesmo!

O destino pode não ser o mais barato de todos, mas se você é daqueles que ama de paixão o clima praiano, pode ter certeza: o que encontrará em Fiji, não encontrará em nenhum outro lugar.

DICA EXTRA: Grande Barreira de Corais

barreira de corais

Que tal conhecer um lugar incrível sem nem sair da Austrália?

Considere, então, conhecer a Grande Barreira de Corais. Trata-se do maior sistema de recife de corais do mundo, com 2.300 quilômetros de extensão.

Já pensou fazer passeios de barco, andar de jet ski ou até voar de asa-delta para apreciar essa criação do universo? Sem dúvidas, posts, stories e lembranças para uma vida farão parte da experiência.

Para conhecer esse lugar fantástico, basta viajar até Cairns, cidade onde você  também pode fazer um passeio de trem na floresta tropical da região ou, simplesmente, curtir o clima de cidade pequena litorânea.

De Sydney até Cairns, o voo dura até 3 horas.

Agora que você já tem um bom número de opções para viajar enquanto estiver na Austrália, se liga nessas dicas:

  • Viaje na média ou baixa temporada

Enquanto você estiver na Austrália, evite viajar nos meses de dezembro, janeiro e julho, já que preços como hospedagem e passagem aérea poderão ficar bem mais elevados em razão da alta temporada.

Março, abril ou maio, por sua vez, são na baixa temporada, porém é a época de chuva em muitos países da Ásia.

Que tal agosto, setembro e outubro?

O preço é um pouco maior do que na baixa temporada (mas é mais barato do que na alta) e o clima está mais agradável. Melhor opção se considerarmos o custo-benefício, não é mesmo?

  • Fique de olho nas companhia aéreas

Companhias como Virgin Blue e a Jetstar “brigam” para ver quem oferece tarifas mais baratas para as Ilhas do Pacífico ou mesmo para a Nova Zelândia outro destino de tirar o chapéu.

Ative os alertas dos sites e mantenha o hábito de espiar valores de viagem. Vai que, num dia qualquer, sem menos esperar, você encontra aquele precinho dos sonhos?

Só encontra promo quem pesquisa (e é ligado!).

Conclusão

E aí? Fez muitos planos ao longo desse post?  Quer conhecer todos esses lugares e mais um pouco?

Aproveite que a Austrália está localizada numa área privilegiada e planeje, durante as férias do seu curso ou mesmo em algum feriadão prolongado, “dar um pulinho” em  pelo menos um desses países.

Aproveite também que você pode estudar e trabalhar na Austrália e salve uma graninha fixa todo mês para que esse rolezão não pese tanto no seu orçamento.

Se você tiver dúvidas sobre a melhor forma de planejar, não hesite em contatar o nosso suporte na Austrália.

Não somos uma agência de turismo, mas aquela dica/conselho dos consultores que já fizeram intercâmbio e aproveitaram para viajar pelos arredores do país, você pode contar!

Gostou do post? Conhece algum outro país próximo da Austrália que vale a pena conhecer? Então comente abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

[212069]
[212069]
[209006]
[209006]
[209014]
[209014]
[200627]
[200627]
[292870]
[292870]