Se você pensa em como aprender inglês rápido certamente vai passar/já passou por essa situação:

Você se inscreve para um processo seletivo e, no item nível de inglês, preenche a opção avançado. Lá no fundo sua consciência diz que seu avançado beira mais um intermediário ou até básico, mas a necessidade de impressionar obriga você a insistir na opção advanced.

Acredite, existe uma grande diferença de conhecimento entre o nível básico, o intermediário e o avançado.

E se te contássemos que tem como aprender inglês rápido e seguir impressionando, sem, digamos, contar uma meia verdade?

Há inúmeras dicas da neurociência que explicam qual é o jeito mais fácil de aprender inglês. A mais importante de todas – e é por isso que já colocamos ela no topo deste post – é a disposição psicológica para o aprendizado.

Hãnm?

Conforme os pesquisadores, a velocidade com que cada indivíduo adquire domínio sobre a língua está relacionada à forma como ele a encara.

Não entendeu direito?

Vem ver as 9 dicas matadoras de neurocientistas e poliglotas para que você aprenda qual a melhor forma de aprender inglês rápido. Preste atenção no item 5!

1) Comece pelo tratamento de choque

O que isso quer dizer?

Que você precisa trocar o idioma do seu celular, computador e qualquer outro dispositivo móvel que utiliza com frequência.

No início vai parecer complicado e cansativo, mas essa atitude fará você se ambientar com novas palavras e expressões em inglês e passe a entendê-las sem maiores dificuldades.

2) Assista filmes, mas preste atenção neste detalhe 👇 

Assistir filmes com legenda em inglês é uma dica clássica e é bem possível que você já tenha escutado daquele professor do colégio ou do cursinho de inglês.

Mas que tal experimentar uma técnica nova?

Assista três vezes um filme.

Na primeira, habilite as legendas em português. Na semana seguinte, veja tudo com legendas no idioma estrangeiro. Na terceira e última vez, dê o play no vídeo sem legendas.

Essa metodologia pode melhorar o seu processamento auditivo e vai estimular com que você faça associações entre forma, som e significado.

O site Speechyard também possui uma série de filmes, com o diferencial que você pode passar o mouse em cima da palavra (em inglês) e saber a tradução em tempo real.

A plataforma é uma ótima opção para quem quer aprender inglês rápido, mas cuidado para não recorrer à tradução o tempo todo, ok? Como você já deve saber, nem tudo pode ser traduzido ao pé da letra.

3) Insista e não perca o ritmo

Uma vez que você começou a praticar o inglês, mantenha o ritmo. 

Sabe aquelas tentativas frustradas de “projeto verão” na academia? O mesmo pode acontecer com as promessas de querer ficar craque no inglês.

Para aprender inglês inglês rápido e adquirir a fluência é muito importante transforme a prática em um hábito.

Ou seja, mesmo naquele dia mais atribulado, reserve, nem que seja antes de dormir, 15 minutos para ler um pequeno artigo ou assistir uma série de comédia com legendas em inglês.

4) Fale sozinho e simule situações em inglês

A 4ª dica para quem quer saber como aprender inglês rápido vem de 2 especialistas no assunto:

Fluente em 5 idiomas, o poliglota Kevin Porter, indica uma forma inteligente de utilizar o Google Tradutor.

Ao invés de recorrer ao site para traduzir palavras ou expressões – por favor, não adquira este hábito -, o americano aconselha que você cole qualquer texto em inglês na ferramenta e clique no ícone de áudio para ouvir como as palavras são pronunciadas corretamente.

Outra dica é exercitar a arte de falar sozinho.

Em uma apresentação do TEDx, o poliglota Sid Efromovich (esse fala 7 línguas 😮) dá a essa técnica o nome de “Shower Conversations”, na tradução, conversas de banho.

“Lembro que quando eu estava aprendendo italiano,  durante o banho viajava mentalmente até Roma e pedia informações sobre a melhor pizza. As conversas de banho são maravilhosas, pois te deixam encontrar onde há uma lacuna no seu conhecimento e te forçam a ter os dois lados da conversa”, – Sid Efromovich

É claro que essas conversas não precisam, necessariamente, acontecer só no banho. Pratique no seu apartamento, antes de dormir ou até mentalmente enquanto estiver na rua.

Essa técnica inclusive é aplicada por alguns atletas!

Sabia que o multicampeão Michael Phelps visualizava cada uma de suas competições antes mesmo de pular na água?  Esse exercício mental, pelo jeito, funcionou.

5) Faça um intercâmbio

O processo de aprendizagem do inglês pode saltar consideravelmente se você fizer um intercâmbio.

Em contato com os nativos, você terá a oportunidade de desvendar a cultura escondida atrás de cada palavra ou expressão. Sabe aquele phrasal verb difícil de entender? Lá fora, com certeza você terá mais condições de dar sentido e significado a ele.

Essa imersão também cria em qualquer estudante a necessidade de compreender o inglês e de se expressar através dele. É a vida real toca na porta e avisa. “Agora não é mais simulação. Você precisa se comunicar ou viverá isolado.”

Leia também: como planejar o seu intercâmbio: do zero ao embarque (11 passos)

E já que falamos em vida real, o trabalho no exterior também é uma chance e tanto de aprender inglês mais rápido e desafiar suas habilidades na comunicação.

Independente de qual for o tipo de ocupação, você será estimulado a conversar e compreender diálogos com os quais não estava acostumado e o melhor: ainda ganha experiência de mercado internacional.

A Austrália, por exemplo, pode ser um ótimo destino para você investir nessa experiência. Lá você pode aliar estudo, trabalho e garantir uma fluência e tanto no inglês. Só não esqueça que, para chegar neste patamar, é necessário muito esforço.

Aproveite e não deixe de conferir: Como estudar e trabalhar na Austrália? Requisitos e preços (2019)

Fazer um intercâmbio é uma das melhores formas de você potencializar seu inglês como nunca!

planejamento de intercambio
6) Acompanhe noticiários, se apegue a uma rádio

Que tal escolher uma rádio americana, australiana ou inglesa para chamar de preferida? O hábito de escutar rádio pode ser muito favorável para ampliar a sua fluência.  

A 77 WABC é uma das mais ouvidas nos Estados Unidos. Coloque a para tocar nos seus fones de ouvido enquanto se  desloca de casa para o trabalho. Mesmo que você não entenda lá “grandes coisas”, não se preocupe. Apenas o fato de escutar rádio, a fala dos locutores vai treinar o seu ouvido para se adaptar mais rápido ao novo idioma.

Assistir noticiários em inglês – uma boa sugestão é a CNN  ou mesmo outros canais de televisão é uma dica valiosa dos experts poliglotas.

Você pode não entender tudo de começo, mas a vantagem desse método é a possibilidade de associar as palavras que são ditas com as imagens.

7) Inscreva-se em canais de Youtube (em inglês)

Gosta de humor? Acompanha vídeos de culinária? E aquela discussãozinha básica sobre Política? No Youtube você pode buscar canais em inglês que tratam sobre os mais variados temas, aprender com as produções audiovisuais e ainda aprimorar o inglês por meio de conteúdos que você tem afinidade.

8) Consuma textos em inglês TODOS os dias

A leitura de artigos é uma ótima forma de você ampliar sua habilidade em “reading”. Mesmo que você tenha tido um dia daqueles, não deixe de tentar compreender, nem que seja, aquele post no Instagram de algum famoso que você admira.

Siga seus atores ou músicos preferidos e acompanhe suas rotinas.

É uma ótima forma de treinar a leitura e ainda aprender gírias, já que nas redes sociais o papo pode ser mais formal.

9) Converse com nativos e não tenha medo de ser corrigido

Lembra do poliglota Sid Efromovich, citado no item 4?

Segundo ele, uma das dicas mais preciosas no processo de cognição é a fala com nativos.

“É sobre achar um ajudante criterioso e detalhista que vai te corrigir e encorajá-lo a falar, mesmo cometendo erros”, observa.

A tecnologia, sem dúvidas, ajuda nesse processo. Experimente utilizar ferramentas como o Italki e agende conversas com nativos no idioma.

Esse exercício é um dos que mais vai impactar para aprimorar não só a fala. Fará com que você naturalize as conversas em inglês e deixe no passado aquele “pânico” na hora de estabelecer diálogos mais profundos com english speakers.

E não esqueça que fala com nativo pode ser feita (principalmente) por meio de um intercâmbio. 

Conclusão

Aprender um novo idioma não é tarefa fácil e exige muito esforço e dedicação.

Ainda que todas as dicas aqui citadas contribuam (e muito) para o seu aprendizado, nenhuma delas é tão importante quanto cuidar da sua mente.

Mas o que isso quer dizer?

Que você não deve desistir na primeira dificuldade que aparecer.

Quando você sentir que não está progredindo, evite pensamentos intrusivos como “Eu não sei falar inglês” ou “Eu não vou conseguir”.

Substitua por “Estou aprendendo e melhorando a cada dia”, “Sei muito mais hoje do que ontem”.

Feito o pacto?

Curtiu nossas dicas sobre como aprender inglês rápido? Se você quiser compartilhar suas dificuldades e comentar alguma das técnicas acima, fique à vontade para deixar seu comentário abaixo. 🙂