como economizar para intercambio

Como economizar para intercâmbio: 7 dicas de intercambistas

Como economizar para um intercâmbio é uma questão simples e complexa:

Simples se você focar em cortar os gastos supérfluos e investir aquela grana (sagrada!) todo mês em uma poupança ou investimento.

Complexa se você não restringir compras que nada tem de prioritárias e manter a sua rotina financeira como sempre foi.

Para ajudar você, futuro intercambista (sim, porque você será), montamos um esquema com dicas que explicam de forma didática como juntar dinheiro para estudar no exterior.

Antes de iniciar a leitura, bóra fazer um pacto? Nem pense em reproduzir frases como:

  • “Beleza, mas isso não é pra mim”;
  • “Nunca vou conseguir economizar essa quantia”;
  • “Vai demorar muito”.

Sim, isso é para você! Yes, você vai conseguir. E, acredite, não vai demorar. Basta estipular metas, se organizar, e seguir à risca nossas dicas preciosas.

Partiu saber tudo sobre como economizar dinheiro para fazer intercâmbio?

1) Por que é preciso planejar?

como economizar para intercâmbio

Porque sem planejar você simplesmente não viaja.

O planejamento com antecedência é importante para que você entenda o que, afinal de contas, busca nesta viagem e qual é o tipo de intercâmbio mais indicado para o seu perfil.

Como você já deve ter conhecimento, intercâmbio requer um investimento ousado e colocar tudo na ponta do papel, da planilha ou do aplicativo é uma iniciativa básica para entender quanto custa um intercâmbio versus quanto será necessário economizar.

Veja mais em: Como planejar o seu intercâmbio: do zero até o embarque

2) Saiba quanto você precisa

Agora que você já entendeu a importância de se planejar, que tal entrar em contato com a sua agência de intercâmbio confiável para solicitar um orçamento?

Aproveite e questione qual será a média de valor gasto por mês no destino escolhido e se existem opções de destinos/pacotes ainda mais econômicos que satisfaçam os seus objetivos.

Mas se não quiser esperar o orçamento, também pode acessar o nosso simulador e já descobrir uma estimativa de quanto custa um intercâmbio.

Dever de casa feito? Agora é colocar na balança o valor total da opção um pouco mais custosa versus a mais econômica e verificar o que vale a mais a pena para você.

A regra neste momento é: custo benefício.

3) Comece o planejamento financeiro

Agora que você entendeu quanto vai precisar de dinheiro, é hora de definir as suas estratégias para chegar lá.

Salvo se você ganhar na loteria, não existe mágica para economizar. O grande segredo é:

Cortas gastos, enxugar despesas.

Abra o seu aplicativo ou qualquer planilha e adicione TODAS as suas despesas. Das contas fixas aos gastos mais supérfluos (vale até o cafézinho depois do almoço).

A partir daí, veja o que deste montante pode ser cortado.

  • Ao invés de sair toda semana para tomar aquele chopp com os amigos, que tal sair uma semana sim e, na outra, planejar algo mais caseiro? Ainda que seja prazeroso comer e beber na rua, essa continha pode sair cara no fim do mês;
  • Verifique qual conta a mais pode ser cortada do seu orçamento. TV por assinatura (você realmente precisa do pacote completo?), academia (troque por corridas na rua), compras pela internet (desative os alertas de promoções);
  • Comece a ler boas referências sobre consumo consciente. Não tem erro, imediatamente você vai perceber que faz MUITA compra desnecessária. Precisa mesmo comprar uma blusa com a estampa do momento? O mundo vai acabar se você abdicar daquela peça que blogueiras (os) do Instagram estão usando? Acredite, mudar esse ritmo vai favorecer não só o seu projeto de intercâmbio, como contribuir positivamente para o meio ambiente.

4) Salve a sua grana (de forma forçada ou não)

Agora que você sabe quanto você ganha e quanto gasta, que tal programar uma transferência mensal automática para a sua poupança? Pode ser R$ 100,00/R$ 200,00/R$ 300,00. O importante é salvar esse dinheiro e encarar essa fatia como uma espécie de conta fixa! É prioridade. Não é opção! =)

Ah, não esqueça que décimo terceiro e férias devem estar incluídos neste bolo, ok? Se você consegue sobreviver aos 11 meses do ano SÓ com o seu salário, por que em dezembro precisa torrar dois?

No Natal compre presentes simbólicos (nada muito caro) somente para os mais chegados e engorde sua poupança com esse presentão do governo.

A porcentagem recebida para curtir as férias também segue a mesma regra.

5) Junte mais dinheiro com investimentos

Sim, a gente sabe que esse universo dos investimentos pode parecer um pouco complexo, mas se você desprender um tempinho para entendê-lo pode, literalmente, ganhar com isso.

Alguns economistas, aliás, usam a máxima:

“Dinheiro na poupança é dinheiro parado e dinheiro parado é dinheiro perdido.”

O mercado, hoje, disponibiliza uma série de investimentos, como o Tesouro Direto, em que você pode investir a partir de R$ 30,00!

(Mas convenhamos: dá para investir um pouquinho mais, não é mesmo?)

Nestes casos, é interessante que você programe o investimento para 1 ou 2 anos para resgatar a grana antes de ir viajar.

Dica: para você que está começando, aconselhamos que coloque seu precioso dinheirinho em um investimento de renda fixa, ou seja, que não variem conforme as condições do mercado financeiro. Tesouro Direto e CDB são boas alternativas para investir.

Sites como o Tesouro Direto possibilita que você simule o investimento e faça uma escolha mais assertiva.

6) Que tal um “bico” de fim de semana?

Fazer um bico no fim de semana ou pegar aquele trabalho freelancer que tomará um ou dois turnos por semana é uma alternativa muito adotada por estudantes que estão juntando dinheiro para viajar.

Cada R$ 100,00/R$200,00 que entra e que você NÃO toca, simplesmente joga na poupança/investimento pode fazer uma diferença bem expressiva no processo final.

É um esforço? Sim, claro que é. Você terá que abdicar de muitas coisas durante esse processo, mas a sensação de quando você estiver embarcando será muito recompensadora. Acredite!

7) Não esqueça de economizar no destino

Além de juntar grana para viajar, você também deve se preocupar com a quantia para gastar durante o seu intercâmbio.

No Canadá, por exemplo, o custo de vida varia de CAD 1,2 a CAD 1,6 mil mensais.

Já na Austrália, os gastos fixos +  algumas atividades de lazer variam de AU$ 340 a AU$ 490 semanais. O lado positivo da terra dos cangurus  é que você pode aliar estudo e trabalho e minimizar os gastos fixos com o seu salário mensal.

E como economizar no destino?

Bem, indicamos que você comece pela acomodação. Dividir apartamento com outros intercambistas pode ser o pulo do gato para você salvar um dinheirinho lá  fora.

Outras dicas muito fáceis de serem empregadas em sua rotina são:

  • Fazer comida em casa (é sério, almoçar fora pode custar bem caro);
  • Ander de bike (alugue ou compre uma bicicleta e vá para a escola com ela);
  • Frequentar museus e espaços culturais em dias de promoção ou gratuidade;
  • Optar por programas ao ar livre.

CONCLUSÃO: Como economizar para intercâmbio?

Como economizar para um intercâmbio pode ser respondido em uma palavra: esforço.

O processo para juntar o dinheiro, de fato, exige foco e força de vontade do estudante, mas é justamente por isso que o intercâmbio gera tanto crescimento.

A evolução não começa quando você aterrissa no seu destino. Começa muito antes, com a sua atenção plena voltada para este grande objetivo.

Nós da Information Planet já embarcamos mais de 50 mil intercambistas e colecionamos histórias de superação.

Que tal marcar um papo com um de nossos especialistas em intercâmbio?

É a oportunidade para você expor as suas angústias, solucionar as suas dúvidas e dar o primeiro passo para fazer o tão sonhado intercâmbio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[212069]
[212069]
[209006]
[209006]
[209014]
[209014]
[200627]
[200627]
[292870]
[292870]