Fluência em outro idioma, inteligência emocional, resiliência e multiculturalidade são algumas razões que explicam porque o intercâmbio ajuda no currículo de qualquer candidato.

Ao adquirir uma experiência desse porte no exterior, você, de imediato, sai na frente dos concorrentes.

De cara, um entrevistador entende que você tem traços de:

  • Independência;
  • Coragem;
  • Segurança;

E o grandioso fato de você ter vivido uma experiência que tornou a sua vida mais interessante se colocam como fatores cruciais para o seu currículo ganhar um destaque perante aos demais.

Nesse artigo você terá acesso à opinião de 2 grandes empregadores brasileiros sobre o tema “Intercâmbio ajuda no currículo?”. Confira:

  • Carlos Eduardo Moyses – CEO do iFood

    Carlos não tem dúvidas sobre a importância do intercâmbio para o desenvolvimento de qualquer profissional. Ele, que precisa, diariamente tomar importantes decisões sobre o andamento da empresa líder em delivery on-line de comida no Brasil, afirma que a experiência é única quando o assunto é garantir uma visão global.

“Ter feito o intercâmbio com a Information Planet me abriu as portas ao mundo. Ganhei proficiência em inglês necessária para meu desenvolvimento profissional e vivi experiências incríveis com diferentes pessoas e culturas. Sem dúvida essa experiência mostrou como as diferentes pessoas pensam e se relacionam. Esse aprendizado me deu muita experiência para enfrentar os desafios de trabalhar no mercado Global.”

Marília-Resultados-DigitaisGerente de atração de talentos da Resultados Digitais,  empresa de tecnologia líder em automação de marketing no Brasil,  Marília Tosetto, é enfática quando afirma que o intercâmbio desenvolve competências e ajuda no currículo.

Ela, que já morou um ano e meio no Egito e trabalha há quatro anos no recrutamento de profissionais, afirma que os  principais ganhos desse tipo de experiência são o autoconhecimento e a resiliência.

Em sua visão, o convívio com diferentes culturas dá a chance de o intercambista escutar e compreender o outro. Essa habilidade, quando refletida para o ambiente dos negócios, faz do profissional uma pessoa capaz de entender diferentes pontos de vista.

“Todo mundo quer uma carreira em que consiga se desenvolver e um dos principais pilares, nesse sentido, é o autoconhecimento, uma habilidade muito explorada no intercâmbio.  É quando você aprende a entender o que quer, no que é bom e no que pode melhorar, que consegue ser mais assertivo nas escolhas de carreira.”

“Esse movimento de sair do círculo com o qual estava acostumado e conviver com pessoas que tenham opiniões diferentes, também permite que você aprenda lidar com o inesperado e respeite outras formas de pensar. Essas habilidades, sem dúvidas, são muito importantes no mercado de trabalho, pois fazem de você um profissional com uma visão mais ampla do todo.”

 

intercâmbio ajuda no currículo

Leia também:

Abaixo, veja 6 razões que explicam por que o intercâmbio é um dos investimentos profissionais que mais valoriza o seu currículo:

1) Um profissional independente e seguro

Ao encarar uma experiência internacional, o intercambista encara um universo que exige mais independência.

Nem pai, nem mãe, nem irmão estarão no outro país para ajudar você a resolver os desafios diários.

Quando falamos desafios, nos referimos desde coisas simples, como aprender a utilizar o transporte público até decisões mais impactantes, como montar um mini-roteiro e viajar sozinho no fim de semana.

Essas tomadas de decisões tornam o intercambista uma pessoa mais segura, que não depende de ninguém para guiar os próprios passos.

2) Um profissional bilíngue

Ainda que o intercâmbio proporcione ganhos muito além do que apenas o aprendizado do idioma, é importante ressaltar que a fluência em outra língua, é, sim, um diferencial.

Melhor: uma necessidade.

Muitos recrutadores – especialmente de multinacionais – já entendem que a fluência no inglês deve ser uma habilidade BÁSICA.

Traduzindo: os RHs desse porte nem consideram o currículo se o item “inglês avançado/fluente” não estiver presente.

3) Um profissional que se adapta e não tem medo de desafios

Sabe aquele discurso que é fora da zona de conforto onde a magia acontece?

Pois nós vamos além.

É fora da zona de conforto que o desenvolvimento pessoal e profissional ganha contornos imensuráveis.

Ao viajar para outro país você é “contagiado” pelo desafio e passa a não recusá-lo quando ele bater na sua porta.

Na prática, você exercita esse posicionamento em vários momentos:

Quando é obrigado a falar outra língua com pessoas que nunca viu na vida;

Quando precisa encontrar um emprego para ajudar a bancar o custo de vida lá fora;

Quando se desafia a fazer algo que até o momento nunca então tinha imaginado fazer.

Trabalhar em cafés e restaurantes, estudar numa universidade estrangeira ou mesmo viajar sozinho, acompanhado de você mesmo.  

Tudo é desafiador quando se está em outro país.

São nesses momentos que você testa uma das habilidades mais exigidas pelos empregadores hoje: a capacidade de adaptação.

É porque mercado se transforma diariamente e as empresas, cada vez mais, precisam contar com profissionais que estejam dispostos a encarar  esse cenário.

Clique aqui e entenda por que o intercâmbio faz de você um profissional do futuro

4) Um profissional que pensa fora da caixa

Com uma experiência internacional, as chances de você interpretar os acontecimentos e mostrar um currículo superior ao dos seus concorrentes serão bem maiores.

Isso acontece por meio da chamada flexibilidade cognitiva, que nada mais é ampliar as maneiras de pensar, imaginando diferentes caminhos para resolver os problemas.

Para adquirir essa habilidade é preciso expandir interesses pessoais e profissionais e se relacionar com pessoas que desafiam suas visões de mundo.

(Também é networking!) =)

Não precisamos nem reforçar que isso tem tudo a ver com a experiência do intercâmbio, né?

5) Um profissional proativo

O fato de você ter no currículo a experiência de um intercâmbio já mostra que você é uma pessoa empolgada e que não está nesse mundo em vão.

Os recrutadores sabem disso (como vimos no depoimento da Marília) porque já supõem que durante a jornada, você viajou pelas cidades vizinhas, fez amigos internacionais e expandiu os horizontes.

Ou seja: voltou pronto para colocar em prática dois pontos estratégicos:

Ânimo + ação.

6) Um profissional com capacidade de liderança global

Ao fazer amigos internacionais, naturalmente você aprenderá a conviver com diferentes culturas.

Essa convivência multicultural fará você conviver com hábitos com os quais não está acostumado (lembra da adaptação?) e poderá estimular uma habilidades que valem ouro: a liderança global e a facilidade de interação.

Dica de ouro: na hora de montar o seu currículo, não esqueça de colocar a experiência do intercâmbio em destaque. Explique, de forma sucinta, quais foram as habilidades adquiridas com o programa e os resultados conquistados. É a “isca” para que o empregador tenha motivação em te chamar para uma entrevista. 

E aí, percebeu como o intercâmbio é o diferencial que você precisava para alçar voos maiores na profissão?

intercambio ajuda no curriculo

Tem um mundo de possibilidades e muito aprendizado te esperando e nós iremos te aplaudir de pé =)

planejamento de intercambio